Após as vagas remanescentes para agendamento para emissão da nova CIN (Carteira de Identidade Nacional) esgotarem nessa segunda-feira (15), novas datas serão disponibilizadas no próximo dia 29, com vagas para fevereiro.

Segundo a (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), a abertura de datas para agendamento seguirá esse padrão: agendamento aberto no fim do mês para datas de comparecimento aos postos de identificação ao longo do mês seguinte. As datas para os demais meses, portanto, só abrem no mês anterior.

Assim, neste mês, as datas para fevereiro abrem no dia 29 e permanecerão disponíveis até esgotarem, como ocorreu na manhã da segunda-feira.

Márcio Paroba Nova CIN Emissão
O diretor do Instituto de Identificação de MS, Márcio Paroba (Ana Laura Menegat, Jornal Midiamax)

A não detalhou o total de vagas, mas assegurou possibilidade de expansão dessas vagas devido à alta demanda. Serão pelo menos seis postos de identificação em Campo Grande, além das demais cidades de .

Os locais são disponibilizados no site, e devem ser escolhidos conforme a cidade, havendo possibilidade de optar, ainda, pelo posto que for mais perto de casa [confira no da matéria como fazer o agendamento].

Ampliação de vagas

No Posto de Identificação do Shopping Patio Central, na Rua Marechal Rondon, são 198 vagas diárias, de segunda a sexta. Contudo, há expectativa de aumentar esse número para 250 agendamentos por dia.

Nova CIN emissão
Atendente coleta dados para a confecção da nova CIN (Ana Laura Menegat, Jornal Midiamax)

“Como a gente já esperava que a demanda seria alta para a nova CIN, trancamos as datas disponíveis em todo o Estado. E vamos abrir o agendamento para fevereiro no dia 29 de janeiro. Devemos aumentar a quantidade de agendamentos diários, também”, detalha Márcio Paroba, diretor do Instituto de Identificação de .

Vale lembrar que o prazo para emissão da nova carteira de identidade é de dez anos, ou seja: as identidades atuais seguem válidas até 2032, não havendo necessidade de obter o novo formato imediatamente.

“A população não precisa se desesperar, temos o prazo até 2032 para tirar essa nova carteira sem custo nenhum, é um prazo de dez anos. Então, não precisa desespero”, finaliza Paroba.

O Jornal Midiamax foi ao Posto de Identificação do Shopping Pátio Central na última segunda-feira, onde acompanhou o procedimento de emissão da nova CIN – com envio em 30 dias. Confira a reportagem audiovisual logo abaixo:

Conheça a nova CIN

O novo documento reúne todos os dados do brasileiro em um só lugar. A emissão em Mato Grosso do Sul começou no último dia 11, seguindo padrões internacionais, tais como o código MRZ – o mesmo do passaporte, que permite a entrada em países do Mercosul com maior facilidade.

Ela seguirá impressa em papel-moeda, mas há expectativa de fornecimento em policarbonato, semelhante a um cartão de crédito, a partir do segundo semestre de 2024.

Conforme a lei federal, o novo prazo de validade será de cinco anos para crianças de 0 a 12 anos; e de 10 anos para pessoas de 12 a 59 anos. Para os idosos acima de 60 anos a validade é indeterminada.

Nova CIN emissão
Documento virá impresso em papel moeda e terá QR-Code para validação (Ana Laura Menegat, Jornal Midiamax)

Confira como fazer o agendamento para novo RG em MS

O principal documento exigido para obter a CIN é a certidão de nascimento recente (ou de casamento, de divórcio ou de naturalização, acompanhado de uma fotocópia simples).

A nova CIN também permite inserção de dados como CNH, NIS/PIS, Cartão do SUS, Reservista, Título de eleitor e tipagem sanguínea, desde que apresentados no original, sem necessidade de cópia.

O número oficial será o CPF. No caso, é preciso que o documento esteja regular. Clique AQUI para conferir a regularidade e AQUI para saber como regularizar o documento.

Veja a seguir como fazer o agendamento:

Tela de agendamento para emissão da nova CIN (Reprodução, Sejusp)
  1. Acesse o site http://servicos.sejusp.ms.gov.br/.
  2. Clique em 1ª ou 2ª via (qualquer uma das opções abrirá o agendamento).
  3. Escolha o endereço do posto de identificação mais perto de você.
  4. Selecione o dia e horário.
  5. Preencha os campos obrigatórios.
  6. Digite os caracteres de segurança.
  7. A confirmação de agendamento é enviada para o e-mail.

No dia agendado, deve-se comparecer ao posto de identificação escolhido, munido dos documentos e no horário determinado – não há tolerância para atraso.

O cidadão deverá se apresentar no balcão de atendimento. A partir daí, será chamado numa cabine para fotografia, coleta de impressões digitais e assinatura, além da inserção dos demais dados.

Nesse contexto, o prazo de confecção do documento físico aumentou para até 30 dias, já que o documento precisa ser submetido à Receita Federal. Até este prazo, o cidadão deverá retornar ao local de emissão para retirar a via física.

Versões física e digital

A CIN terá duas versões: física e digital, que possuem o mesmo layout e segurança. Nesse caso, a versão física, em papel ou em policarbonato, atende aos que não possuem acesso à internet, smartphones ou computadores.

Por outro lado, o documento em formato digital estará no aplicativo GOV.BR, mas somente após a emissão da carteira física. Para verificar a autenticidade do documento, a nova identidade contará com um QR-Code, que permitirá checagem se a identidade é autêntica e se foi furtada ou extraviada.

Preciso pagar pela nova CIN?

A primeira via em papel e a versão digital da nova Carteira de Identidade Nacional serão gratuitas. Em Mato Grosso do Sul, a emissão da segunda via é gratuita em caso de roubo, mediante a apresentação do Boletim de Ocorrência.

Os estados podem realizar a cobrança apenas em caso de emissão da segunda via do documento, como em caso de extravios, ou se o cidadão solicitar a versão em policarbonato. Em MS, o valor da segunda via será de R$ 189,68, considerando os valores atuais da (Unidade Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul).

(Reportagem: Guilherme Cavalcante, Jornal Midiamax)