Frio na barriga, ansiedade e sentimento de desafio marcaram a recepção de calouros da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), nesta segunda-feira (4). Por todo o campus, milhares de estudantes participaram do trote, que, apesar de temido por muitos, ocorreu de forma pacifica.

Tinta, farinha e a tradicional caminhada do ‘elefantinho’, assim foi o trote de calouros. Veterana do curso de Jornalismo, Grazielly Maragon explica que toda a dinâmica do trote foi planejada com intuito de acolher, sem constrangimentos, todos os novos alunos.

“O trote, quando feito de forma saudável, faz com que os alunos se sintam mais confortáveis. Estamos aqui para apresentar o curso, os professores e trocar experiências”, disse.

Trote UFMS
Trote UFMS (Nathalia Alcântara, Jornal Midiamax)

Sob influência dos tios, Victor Kawano, de 18 anos, decidiu no ensino médio queria fazer jornalismo. Com alta expectativa, o estudante viu a recepção como alívio diante da ansiedade que estava em começar o curso.

“É um sentimento de alegria e alívio indescritível. O primeiro contato é meio maluco, mas gostei muito do ambiente, minha expectativa está altíssima”, relata.

Para Gabriel Barbosa, acadêmico do 3° semestre de jornalismo, o trote é um marco importante na trajetória de todo estudante.

“Assim como fizeram comigo quando entrei, esse momento é de integrar os calouros a faculdade. É muito bom para que eles saibam quem pode ajudá-los, como são as aulas e se sintam motivados”.

Em alguns cursos a recepção contou com palestras, aula trote e dinâmicas para interação entre calouros e veteranos. Além disso, os estudantes se reuniram em frente a Universidade, na Avenida Costa e Silva, para pedir dinheiro no semáforo.

Trote elefantinho
Trote elefantinho (Nathalia Alcântara, Jornal Midiamax)

Rodrigo Icassati, um dos organizadores do trote nos cursos de Nutrição e Engenheira de Alimentos, explica que a tradição inclui o elefantinho e a canção da atlética.

No elefantinho, os calouros são convidados a andar como uma manada: por entre as pernas, seus braços se entrelaçam, fazendo a vez das trombas e rabos.

Recomeço

Jessé Nogueira
Jessé Nogueira (Nathalia Alcântara, Jornal Midiamax)

Aos 50 anos, o poeta e membro da ASL (Academia Sul-Mato-Grossense de Letras), Jessé Nogueira Magalhães, encarou o desafio de uma nova graduação. Bacharel em direito, o calouro de pedagogia ressalta que sempre está em busca de novos aprendizados.

“Sentia a necessidade de acompanhar essa nova geração. Ao impor a educação de forma arcaica, você prende a mente das pessoas. Além disso, meu patrono na ASL é Hércules Maymone, que dá nome ao prédio UFMS”, disse.

Além da recepção organizada pelos próprios estudantes, a UFMS preparou uma programação inteira de Recepção Institucional, que inclui acolhimento, celebração e integração.

Na programação, estão atividades envolvendo o DCE (Diretório Central de Estudantes), centros acadêmicos, turmas veteranas, coordenação e direção dos cursos, previstas para o dia 4 e 6.

A trilha interativa ‘Bem-vindo ao Mundo UFMS’, realizada no Corredor Central e em áreas centrais dos campus para apresentar todas as ações realizadas na Universidade.

A atividade será realizada no dia 5 e a ideia é que os alunos recebam as informações de forma dinâmica e próxima, podendo percorrer um caminho passando pelo ensino, tecnologia e inovação, pesquisa, extensão, assuntos estudantis, comunicação, loja oficial e sustentabilidade. Ao final, após carimbar o Passaporte UFMS em cada espaço, ele recebe o kit calouro.

Confira a programação da UFMS:

💬 Receba notícias antes de todo mundo

Seja o primeiro a saber de tudo o que acontece nas cidades de Mato Grosso do Sul. São notícias em tempo real com informações detalhadas dos casos policiais, tempo em MS, trânsito, vagas de emprego e concursos, direitos do consumidor. Além disso, você fica por dentro das últimas novidades sobre política, transparência e escândalos.
📢 Participe da nossa comunidade no WhatsApp e acompanhe a cobertura jornalística mais completa e mais rápida de Mato Grosso do Sul.