A Prefeitura Municipal de Campo Grande informou nesta terça-feira (9) que irá cumprir o enquadramento dos guardas civis metropolitanos, conforme pleiteado pelo Sindicato dos Guardas Municipais do Município de Campo Grande por meio de ação civil coletiva.

Segundo o documento, será efetivado dentro do prazo de 30 dias o “reposicionamento de todos os servidores que tiverem aptos para o nível hierárquico de Guarda Civil Metropolitano “Segunda Classe, Primeira Classe e Classe Especial”, de acordo com sua posição na carreira e tempo de efetivo exercício, atendendo a taxatividade do cronograma legal”.

A decisão é informada pelo Procurador Municipal Francisco Ivo Dantas Cavalcanti Filho, em ofício destinado à 2.ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais da Comarca de Campo Grande.

Conforme noticiado pelo jornal Midiamax, o enquadramento de promoção disponibiliza adicional de 20% no salário dos trabalhadores.

Desde o início do ano, a categoria tem realizado protestos em frente ao Paço Municipal. Além do enquadramento, o pleito inclui a concessão do adicional de periculosidade para a GCM (Guarda Civil Metropolitana).