Professor de Educação Especial, Fábio Oliveira Rodrigues, alega que teve a lotação recusada nesta segunda-feira (4), na Escola Estadual Flavina Maria da Silva, localizada no Jardim Morenão, em . Segundo ele, sem explicações, o diretor recusou o encaminhamento: “Não te quero na minha escola”, teria afirmado.

Fábio, que é pós-graduado em Educação Especial desde 2019, compareceu à Escola com o Atestado de Vaga emitido pelo Ceespi (Centro Estadual de Educação Especial e Inclusiva), no entanto, ele diz que o documento não foi aceito.

“Fui designado pelo Ceespi para ser Apoio Pedagógico Especializado. O diretor e a coordenadora se recusaram a fazer minha lotação, mesmo com atestado de vaga. O diretor simplesmente me disse: eu não te quero na minha escola. Agiu como se fosse dono da escola que, na verdade, pertence à comunidade”, relata.

Segundo o professor, além de recusar a lotação, o diretor também teria se negado a protocolar o documento onde especifica o motivo da recusa. “Não aceitou minha lotação e não quer explicar o motivo. Não querem protocolar a recusa. Isso é inadmissível. Por qual motivo não me quer na escola? Precisa de uma explicação”, ressalta.

A equipe de reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a SED (Secretaria de Estado de Educação), que informou que há uma equipe acompanhando o caso, no entanto, até o fechamento desta matéria não se posicionou a respeito da situação.

O espaço do Jornal Midiamax permanece aberto para posicionamento.

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok.