Campo Grande marcou sensação térmica de -1ºC durante a madrugada desta quarta-feira (29), mas segundo levantamento da SAS (Secretaria de Assistência Social) apenas 1 pessoa aceitou sair das ruas e ir para um abrigo na Capital.

Ao todo, a equipe abordou quatro pessoas e três recusaram o atendimento pela pasta. Conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), às 5h Campo Grande marcou sensação térmica de -1,3°C. Em comparação à madrugada anterior, menos fria que hoje, das seis abordagens apenas uma recusou.

Quando o atendimento é aceito, as pessoas em situação de vulnerabilidade são encaminhadas para um abrigo como todo suporte necessário. Entretanto, sair das ruas é uma escolha. Nas abordagens também são oferecidos alguns benefícios, entre eles, cobertores. 

Acolhimento reflete nas ruas de Campo Grande

Na manhã fria de terça-feira (28), a equipe do Jornal Midiamax percorreu alguns locais normalmente frequentados por moradores em situação de rua em Campo Grande e a redução de pessoas nas calçadas é significativa.

Nas ruas Vasconcelos Fernandes e Joaquim Nabuco, que passam na lateral da antiga Rodoviária, por exemplo, não foi encontrado nenhum morador. A movimentação era apenas de pedestres de passagem pelo local.

A reportagem também passou pela Praça Júlio Lugo, no bairro São Francisco, outro ponto da cidade muito frequentado por pessoas em situação de rua, mas ninguém foi encontrado.

Por fim, próximo à Praça Cuiabá, no bairro Amambaí, havia movimentação. Muitas pessoas estavam dormindo com cobertores na calçada, descalços, com abrigos improvisados ou então com poucos agasalhos. Apesar disso, o fluxo visto também não condiz com o número habitual.