Um idoso passou mal e precisou de atendimento na Central do Cidadão, em Campo Grande, na manhã desta quinta-feira (4). Equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) realizavam massagem cardíaca, enquanto a recepção estava lotada.

Uma moradora, que preferiu não se identificar, disse que houve lotação e todos os guichês estavam em atendimento, mas que teria tido demora. Ela reclama que não houve envio do carnê do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). “Tem muitos idosos e fila para todo o lado. Parece que ele infartou [idoso que passou mal]”, disse.

Nas imagens é possível notar que a maior parte dos cidadãos aguardando são idosos, com pessoas esperando até no lado de fora para os serviços. Em nota, a Seges (Secretaria Municipal de Gestão) esclareceu que o contribuinte entrou no prédio por volta das 9h20, pelo acesso do estacionamento localizado à Rua Marechal Cândido Mariano Rondon e Rua 25 de dezembro, logo que passou pela porta de acesso, começou a se sentir mal e caiu no chão.

“Os funcionários que presenciaram a situação ligaram para o Corpo de Bombeiros, uma funcionária da CAC se deslocou até a Maternidade Cândido Mariano para buscar atendimento imediato, enquanto os socorristas não chegavam. Assim que os Socorristas do SAMU chegaram, deu-se início ao atendimento do contribuinte, onde foi orientado o isolamento da área para atendimento adequado. A todo momento o contribuinte foi acompanhado e recebeu toda a assistência por parte da equipe de servidores da CAC”, diz o comunicado.

*Material atualizado às 11h50 para acréscimo da nota da prefeitura.

A Seges ressalta que, embora, nesta semana esteja com um número maior de atendimentos em decorrência do vencimento do IPTU 2024 no dia 10 de janeiro, o fato mencionado não tem relação com superlotação.