As celas da PED (Penitenciária Estadual de ) passam por procedimentos de limpeza que são realizados pelos próprios detentos. São utilizados detergente, sabão em pó, desinfetantes, água sanitária, sacos de lixo, entre outros produtos.

Com a realização dos serviços, os internos garantem remição de um dia na a cada três de serviços prestados, conforme estabelece a LEP (Lei de Execução Penal). O local enfrenta surto de sarna e furúnculos, com contaminação de pelos 500 detentos durante o mês de janeiro.

A ação integra uma série de medidas de rotina de limpeza e higienização adotadas pela Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), por meio da direção da PED, com intuito de evitar a proliferação de doenças de pele, que envolve também a uniformização dos internos e ativação da lavanderia do presídio.

Além disso, de forma regular, é feita a distribuição de kits higiênicos a todos os custodiados, desde que solicitados, que são compostos por: sabão em pó, sabonete, creme dental, escova dental e sabão em barra. Esses kits são adquiridos a cada dois meses, com ordem judicial, por intermédio da 3ª Vara Criminal e 8ª Promotoria de Justiça, sendo prestado contas em autos.

Cuidados sanitários

Para um enfrentamento ainda mais eficaz para evitar novos surtos de doenças de pele, uma força-tarefa em conjunto com a SES (Secretaria de Estado de Saúde), com o apoio da Sociedade Brasileira de Infectologia de , bem como da de Mato Grosso do Sul e da Secretaria Municipal de Saúde de Dourados, para o desenvolvimento de protocolo técnico de enfrentamento, com os cuidados sanitários necessários.

No início deste mês de fevereiro, a presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, Dra. Andyane Tetila, realizou visita técnica na unidade prisional em Dourados e emitiu duas notas técnicas que estão relacionadas diretamente ao manejo da escabiose (sarna) e furunculose registradas nos apenados, imediatamente adotadas. Além disso, a vigilância sanitária foi acionada, com a finalidade de modo preventivo e de orientação, para evitar novos casos e outras moléstias.

Uma das medidas solicitadas é a ampliação do tempo de permanência da equipe de saúde para os atendimentos na UBS instalada na PED. O secretário-adjunto de Saúde do Município de Dourados, Rafael Matos, que esteve acompanhando as autoridades da Sejusp e da Agepen na visita técnica à PED, na semana passada, informou que a demanda está sendo analisada para providências possíveis.