O aeroporto de está entre os três de entregues para concessão em 2023 e que vai receber investimentos. Conforme contrato estabelecido com a Aena, as reformas de melhorias devem ser entregues até 2026.

Nesta semana, a Aena apresentou os planos de melhorias estruturais para os aeroportos de Mato Grosso do Sul, que incluem o Bloco SP/MS/PA/MG. O principal aeroporto do bloco é Congonhas, que deve receber uma reforma completa.

Responsável pela administração do aeroporto, a Aena detalha que a área construída vai passar dos atuais 800 m² para 2.600 m², com o espaço da sala de embarque quadruplicado e a superfície da área pública nove vezes maior. O COA (Centro de Operações Aeroportuária) também vai ganhar um novo prédio. O pátio vai contar com três posições para aeronaves tipo C. A unidade foi integrada à rede Aena em 7 de novembro.

Principais melhorias:

  • Ampliação do terminal de passageiros de 800 m² para 2.600 m²
  • A superfície da área pública será nove vezes maior
  • Novo edifício para órgãos públicos
  • Sala de embarque com 2 portões em área de 350 m²
  • Balcões de check-in com 4 posições em área de 70 m²
  • 1 controle de segurança (raios-x) com 40 m²
  • Restituição de bagagem com 1 esteira em área de 130 m²
  • Reforma do pátio com 3 posições de estacionamento para aeronaves tipo C
  • Construção de áreas de escape de segurança, no fim da pista, em ambas as cabeceiras  
  • Adequação da faixa preparada
  • Novo pátio para aviação geral