A chuva chegou vários bairros e na região central de Campo Grande, no final da tarde deste domingo (21). O tempo mudou amenizando o calor de hoje.

A condição pode favorecer queda de árvores, alagamentos e corte de energia. A recomendação é evitar se abrigar debaixo de árvores e painéis de publicidade.

De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), não havia previsão de chuva para a Capital de Mato Grosso do Sul, mas logo nas primeiras horas da tarde o tempo ficou nublado mudando o cenário e a chuva acabou aparecendo.

Ainda segundo o Inmet, a mínima prevista para Campo Grande é de 23°C e a máxima de 33°C.

Diferente deste domingo, a tendência climática para o próximo trimestre (maio, junho e julho) revela que Mato Grosso do Sul terá temperaturas maiores e volume de chuvas menores que a média histórica do Estado. Os dados são do Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de Mato Grosso do Sul) divulgados na última sexta-feira (19).

O estudo utiliza previsão probabilística da precipitação e da temperatura do ar. Além disso, o estudo apresenta projeções do clima indicando um enfraquecimento gradual do fenômeno ‘El Niño’ e, possivelmente, mudar para uma condição de neutralidade para o próximo trimestre.

Já no segundo semestre, os modelos apontam para uma probabilidade de ocorrência da ‘La Niña’.

Essas projeções são acompanhadas mensalmente, devido às atualizações dos modelos de previsão de clima, pelo Cemtec, que é um órgão vinculado à Semadesc (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação).