Depois do susto de domingo (11), quando um incêndio atingiu boxes do de Campo Grande, a segunda-feira (12) é de preocupação e trabalho para quem tira o sustento do centro comercial. Isso porque os boxes próximos aos que queimaram, tiveram as mercadorias atingidas pela água usada pelos Bombeiros, e os trabalhadores tentam salvar os itens.

Ao mesmo tempo, a concessionária de lixo de Campo Grande atua no recolhimento dos entulhos que ficaram após o incêndio. “Agora vamos ter que testar todas as coisas, saber o que funciona, o que dá para salvar”, disse Mouhmed Ali, 26 anos, que trabalha em um dos boxes atingidos pela água e com mercadoria danificada.

Ainda não é possível estimar o prejuízo total deixado pelas chamas no Camelódromo. Só para reconstruir a estrutura de cada unidade o valor pode extrapolar os R$ 20 mil e nenhum lojista tinha seguro das mercadorias.

Membro da administração, Daniel Amaral explica que o espaço ficará fechado até quarta-feira (14) e até lá haverá trabalho de limpeza e perícia. Quanto a reconstrução, ele afirma que os associados vão se unir e terão ajuda da prefeitura.

“Estão rolando arrecadações de vakinhas, mas nada é oficial, não vamos precisar disso”, conta ele.

(Foto: Ana Laura Menegat, Jornal Midiamax)

Medidas de segurança

Narciso Soares, presidente do Camelódromo, explica que as seguradoras não fecham contratos de seguros com as lojas do estabelecimento diante do alto risco de incêndio e valor de produtos no espaço com 473 boxes. Desde um incêndio há 10 anos, o comércio adotou medidas de segurança, como desligar a energia elétrica a partir das 18h40, com exceção das câmeras de segurança.

“Vamos analisar as câmeras de segurança para ver onde e como o fogo começou. Temos a suspeita de que teria sido um celular na tomada, mas não podemos afirmar ainda”, disse.

Dos boxes destruídos completamente, foram duas lojas de roupas, duas de assistência técnica de eletrônicos e uma de brinquedo. Outras quatro foram atingidas parcialmente.

Fechado até quarta-feira

O Camelódromo de Campo Grande não abrirá ao público nesta segunda-feira (12). A decisão foi tomada pela associação de comerciantes que administra o espaço em virtude do incêndio que destruiu sete boxes.

De acordo com os , o centro de compras será aberto às 8 horas de hoje apenas para comerciantes avaliarem prejuízos e estragos após as chamas consumirem os boxes 360, 361, 377, 378, 379, 359 e 380.

Ainda não há estimativa se o centro comercial volta a funcionar já nesta terça-feira (13).

Camelódromo tem 25 anos

O camelódromo de Campo Grande tem 496 Boxes e um piso superior onde se encontram outras lojas. Inaugurado em dezembro de 1998, o centro comercial tem 25 anos de existência e foi criado para por fim a desentendimentos entre lojistas do centro e ambulantes.

O prédio ocupa espaço com cerca de três mil metros quadrados, onde estão distribuídas lojas padronizadas para a comercialização dos mais diversos tipos de produtos. Localizado ao lado do cidade, em região de grande movimentação.

Saiba Mais