Aproximação da nova onda de calor sobre Mato Grosso do Sul já começa a alterar o clima no Estado. Conforme aviso meteorológico emitido nesta quarta-feira (24) pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), 53 dos 79 municípios estão em alerta por conta da baixa umidade do ar. 

Segundo o Instituto, até às 18h de quinta-feira (25) a umidade relativa do ar deve variar entre 30% e 20%, percentual considerado de risco à saúde e favorável à rápida propagação de incêndios florestais.

Onda de calor

Diferente das ondas de calor de 2023, quando as temperaturas passaram dos 40°C e a chuva era rotina, dessa vez as máximas devem chegar aos 36°C o que não é muito para o Estado, porém, a baixíssima umidade do ar piora a situação. Na terça-feira (23), por exemplo, Campo Grande registrou máxima de 32,2°C com umidade em 28%.

Segundo o Clima Tempo, a origem da onda de calor está associada a uma área de alta pressão na média atmosfera, que atua como um bloqueio atmosférico. Esse sistema favorece a manutenção do ar seco e quente, o que provoca as altas temperaturas.

A previsão é que nos próximos dias, uma área de alta pressão na média ganhe força sobre Mato Grosso do Sul e Paraná, migrando lentamente para o leste e sudoeste do país.

Dicas neste período:

  • Beba água regularmente;
  • Evite alimentos gordurosos;
  • Evite alimentos industrializados;
  • Consuma alimentos ricos em sais minerais;
  • Faça exercícios físicos em períodos menos quentes do dia;
  • Use roupas leves;
  • Evite exposição ao sol em horários quentes, como das 9h às 16h;
  • Reduza o consumo de carboidratos e doces em excesso.