Depois de receber denúncias sobre uma possível mineração ilegal no Pantanal, uma coalização envolvendo diversas forças de segurança do Estado de deflagraram uma operação aérea, fluvial e terrestre no Pantanal, para verificar a denúncia e outros crimes ambientais nos municípios de e , nesta terça-feira (28).

A ação foi composta por integrantes da PMA (Policia Militar Ambiental) de Corumbá, Policiais da CGPA (Coordenadoria Geral de Policiamento Aéreo do Estado), Polícia Federal, e ANM (Agência Nacional de Mineração).

Inicialmente, a operação realizada com uso de um helicóptero, lanchas e viaturas objetivou ao atendimento da denúncia sobre mineração ilegal, que estaria ocorrendo na região do Paraguai Mirim. As equipes sobrevoaram e percorreram a região da denúncia e felizmente não foi encontrada nenhuma atividade de mineração ilegal e nem outros crimes ambientais.

Último dia de piracema

Aproveitando o último dia do defeso para proteção à piracema, a Polícia Militar Ambiental e Policiais da Coordenadoria Geral de Policiamento Aéreo realizaram fiscalização aérea sobre o rio Paraguai Mirim, que é bastante piscoso, em trabalho preventivo à predatória.

Forças de segurança durante a operação (Foto: Divulgação / PMA)

No retorno à Corumbá, as equipes também realizaram fiscalização aérea e fluvial no rio Paraguai, onde desde o dia 1º de fevereiro está permitida a pesca na modalidade pesque-solte em seu leito e abordaram algumas embarcações de pescadores e todos pescavam legalmente.

Operações aéreas devem continuar

A PMA continuará realizando operações conjuntas com a Coordenadoria de Policiamento Aéreo não só no Pantanal, mas em outras regiões do Estado, especialmente, para prevenir e reprimir os crimes de desmatamentos ilegais, extração ilegal de madeira, carvoarias ilegais, localização de possíveis erosões, visando à notificação para recuperação das áreas degradadas e prevenção aos vários crimes ambientais contra a fauna, flora, recursos hídricos e solo.

A operação com uso de helicóptero, além de facilitar a visualização dos crimes, agiliza a abordagem e possíveis autuações, haja vista a facilidade de pouso deste tipo de aeronave.