Alunos da Escola Estadual 11 de outubro tiveram aulas no escuro e calor na quinta-feira (30) e na manhã desta sexta-feira (31), devido à falta de energia elétrica na unidade. A escola está em reforma e, desde o segundo semestre de 2022, as aulas estão sendo realizadas em um galpão improvisado.

Recentemente, o Jornal Midiamax mostrou que a estrutura improvisada é precária e alunos reclamam do espaço, que inclui falta de ventilação, muito calor, goteira quando chove, além da presença de muitos pombos.

Outro aluno reclama que a estrutura de galpão também compromete o aprendizado, já que os alunos não conseguem escutar a explicação dos professores, pois tem eco. “A gente entende que a escola é temporária, mas sempre acaba a luz, a água, calor, difícil de ouvir”.

Alunos também relatam que sofrem ameaças da coordenação da escola, que os impede de filmar ou fazer fotos da situação.

Estado diz que reforma termina no meio do ano

Em nota, a SED (Secretaria Estadual de Educação) afirma que foi necessário trocar o relógio de energia da unidade. “A empresa já efetuou a troca do equipamento, em parceria com a equipe de da Secretaria de Estado de Educação. Com isso, a energia que estava funcionando parcialmente em um bloco da escola já voltou a funcionar totalmente às 9h da manhã”.

A previsão de entrega da reforma da unidade é para antes do término do primeiro semestre, de modo que os estudantes, já no segundo semestre, retornem às aulas com a escola reformada. Quanto ao espaço, apesar de provisório, foram feitas todas as adaptações para o atendimento dos estudantes, com cozinha, refeitório e salas de aulas.

Reforma na escola

Escola Estadual 11 de outubro, localizada no Jardim Bonança, abriga 800 alunos nos três turnos, em turmas de 5º ano do Ensino Fundamental até o 3º ano do Ensino Médio, todas em tempo parcial.

Em julho de 2022, fechou para reforma promovida pelo Governo do Estado e estimada em R$ 6,164 milhões. O prazo é de um ano para conclusão.

A reforma vai atingir ampliação do espaço e adequações nas redes hidráulica e elétrica; serviços de pintura e cobertura; obras de acessibilidade; adequação às normas vigentes de segurança, prevenção e combate a incêndio.

Está sabendo de algo que MS precisa saber? Conte pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Acompanhe nossas atualizações no FacebookInstagram e Tiktok

Saiba Mais