A chuva chegou com força, deixando um rastro de destruição em Mato Grosso do Sul. Na manhã desta quinta-feira (22), o centro da cidade de , localizada a 289 km de Campo Grande, ficou inundado após a água invadir comércios nas Avenidas Honduras e Panamá. O município registrou aproximadamente 50 mm de chuva.

As imagens capturadas por moradores revelam que, em cerca de 20 minutos, a água submerge as ruas, resultando em alagamentos em uma das principais vias do centro da cidade, que passa por obras de drenagem.

Chuva
Água invadiu comércios da cidade (Divulgação)

“Faz quase um ano que começaram essa obra. Era para ser algo que traria benefícios aos moradores, disseram que seria a solução dos problemas, mas só trouxe transtornos”, afirmou o morador, que preferiu não se identificar.

Apesar das imagens evidenciarem a chuva invadindo diversos comércios, o prefeito de Ivinhema, Juliano Ferro Barros, argumentou que as obras têm como objetivo melhorar a situação. Segundo ele, antes do início das obras, os alagamentos eram ainda mais intensos.

“A cidade sofreu muito com as fortes e agora conversei com comerciantes que disseram que, se não fossem as obras, estaria tudo alagado. Estamos construindo uma galeria de captação, e ainda ocorrem pequenos pontos de alagamento, como nas Avenidas Honduras e Panamá, porque as obras ainda estão em andamento”, justificou o prefeito em entrevista ao site Ivi Notícias.

Confira o vídeo:

Alerta de tempestade

Conforme o alerta do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), o tempo permanece instável em Mato Grosso do Sul. Nas próximas horas, a previsão indica mais chuvas, com tempestade acompanhando raio, rajadas de vento e granizo. Pode chover entre 20 e 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros ao dia, com intensos de 40 a 60 km/h.

O aviso amarelo, que indica grau de severidade de perigo potencial, está válido até 10h de sexta-feira (24). A condição favorece risco de corte de elétrica, estragos em plantações, queda de galhos de árvores e de alagamentos.