Está acontecendo em , e pela primeira vez no Brasil, a 8ª edição do Congresso Internacional de Literatura para a Paz do International Forum for the Literature and Culture of Peace (Iflac – Fórum Internacional para a Literatura e Cultura de Paz). E de Mato Grosso do Sul, a terapeuta floral Joseanne Roque participa do evento.

O evento, que começou na última quarta-feira (13), segue até o dia 16 de setembro com seminários, exposições e apresentações artísticas que tem o intuito de discutir e celebrar a paz no mundo. A terapia floral integra a cultura de paz e está presente no evento levando o conhecimento sobre os benefícios da prática para o bem-estar físico e emocional.

Reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo no Brasil, a terapia floral, que integra as PICS (Práticas Integrativas e Complementares em Saúde), utiliza essências florais a fim de contribuir na preservação e no tratamento do equilíbrio emocional e psicológico de qualquer pessoa.

(divulgação)

Terapia floral em MS

Em Mato Grosso do Sul o trabalho ganha destaque por meio da terapeuta floral Joseanne Roque, diretora do Nieppics (Núcleo de Implementação Estratégica para Práticas Integrativas e Complementares em Saúde de Mato Grosso do Sul), e que está em São Paulo participando do evento. Além de desenvolver um trabalho que gera resultados positivos na qualidade de vida dos sul-mato-grossenses, a profissional também é reconhecida como Embaixadora da Paz pela Cercle Universel Des Ambassadeurs de La Paix Suisse/France.

“Com mais de 20 anos de caminhar na terapia floral, procuro mostrar como as flores são eficazes para APAZiguar as emoções, e que através de uma escuta terapêutica, é possível auxiliar o ser humano em todas as fases da vida de ressignificação. Esse contexto faz uma forte conexão com o Iflac, pois cuidamos da essência humana. Quando o indivíduo está em paz consigo mesmo e tem equilíbrio das emoções, ele consegue ter consciência de seus atos; reduzir a violência, o ódio e a destruição; e transmitir a harmonia a fim de contribuir na construção de um mundo melhor”, pontua Joseanne Roque.

Talita Margonari Lazzuri, Embaixadora da Paz por Genebra e parceira com os florais de Saint Germain, a qual é a CEO, também participa do evento internacional sediado em São Paulo. Para ela, a natureza carrega forças que, em contato com os indivíduos de forma não invasiva, são capazes de restaurar o físico, o mental e o emocional.

“Quando entramos em contato com a perfeição da natureza, ela nos faz recordar da perfeição da nossa natureza. O trabalho de Joseanne no estado de Mato Grosso do Sul é um exemplo, pois tornou-se referência nacional de tão eficaz. Os relatos de quem utiliza o floral e passa pela escuta terapêutica mostra o quanto o uso é benéfico e precisa ser expandido. Trazer o floral para este Congresso, que discute a cultura de paz no mundo, é de extrema relevância”, destacou Talita Lazzuri.

A 8ª edição do Congresso Internacional de Literatura para a Paz segue até o próximo sábado (16). Participam do Iflac representantes de 28 países e de pelo menos 9 estados brasileiros. À frente do evento está Delasnieve Daspet que é a organizadora e representante do Iflac no Brasil, escritora, poetisa e embaixadora da paz pela Cercle Universel Des Ambassadeurs de La Paix Suisse/France.

Cultura da paz

Por meio do Nieppics, 10% do estado de Mato Grosso do Sul já implementou a prática do floral. Primeiramente destinado ao atendimento dos profissionais da saúde, em seguida a área da educação, e aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) – população em geral.

O trabalho, desenvolvido por Joseanne Roque, já foi implementado nas cidades de Antônio João, Amambai, Caarapó e Anaurilândia. Além disso, os municípios Angélica, e também implementaram a prática do floral no SUS e permanecem, mensalmente, disponibilizando o atendimento.

Além de atender 10% do estado de MS, o Nieppics foi importante base de apoio emocional com a terapia floral durante a pandemia da Covid-19, onde auxiliou, de forma beneficente, os profissionais de saúde do de Mato Grosso do Sul, do Hospital do Câncer Alfredo Abrão, Hospital Regional de Nova Andradina, Hospital Elmíria Silvério Barbosa – de Sidrolândia, Maternidade Cândido Mariano e o Hospital Barco em Óbidos, no Pará, totalizando 12 mil frascos de florais doados pela terapeuta.

Em 2022, a Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) no Brasil e o Ministério da Saúde lançaram o LIS (Laboratório de Inovação) sobre Pics (Práticas Integrativas e Complementares em Saúde). O trabalho com florais de Joseanne em Mato Grosso do Sul foi uma das seis experiências inovadoras apresentadas que se espelha como modelo para outras cidades. Presente no lançamento que aconteceu em Brasília, a terapeuta apresentou a importância das Práticas na construção de uma Cultura de Paz.