A ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública) tem uma nova reunião marcada com a prefeita Adriane Lopes (Patriota) para discutir a recomposição do piso salarial da categoria.

Segundo o presidente do sindicato, professor Gilvano Bronzoni, a reunião foi confirmada para as 10h no gabinete da prefeita, no Paço Municipal. Desde o fim do ano passado, a categoria aguardava um novo encontro que, segundo Adriane, aconteceria após a posse da nova diretoria da ACP.

Reajuste

Os professores da Reme entraram em greve no dia 2 de dezembro, após recusarem a proposta de reajuste salarial de 4,78% mais R$ 400 de vale-refeição por 40 horas.

Os educadores pedem que a prefeitura cumpra com a Lei 6.796 de março deste ano que prevê o aumento escalonado do salário de 67% até 2024 para o piso de 20 horas.

O texto prevê o reajuste da seguinte forma: 10,06% retroativo a fevereiro, 10,39% em novembro de 2022; 11,67% em maio/2023; 11,67% em outubro/2023; 11,67% em maio/2024; e 11,67% em outubro/2024.