Ao usar tribuna em homenagem ao Dia dos Professores, comemorado no último domingo (15), representante da categoria reclamou da política de educação da atual administração municipal.

De acordo com o presidente do Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados), Thiago Coelho Silva, “Dourados não cumpre o papel de valorizar o profissional da Educação”.

Ele aproveitou para questionar a resolução 23/23 expedida pela Semed (Secretaria Municipal de Educação), publicada em 24 de maio no Diário Oficial do Município, e pedir apoio dos vereadores para flexibilizar a medida.

De acordo com Thiago, em conversa com a reportagem do Jornal Midiamax, não garante ao professor a lotação no seu período de exercício, o que pode gerar um desequilíbrio, uma desorganização, tanto da rede estadual, como das redes municipal e privada.

“Mais uma vez, as decisões do governo, autoritárias, sem consultar a categoria, geram indisposições e adoecimentos na nossa rede municipal de educação”, reclama o presidente do Simted, que solicitou a intervenção do Poder Legislativo.

O presidente da Comissão de Educação da Câmara e líder do prefeito Alan Guedes, vereador Sergio Nogueira (PSDB), informou que já solicitando uma reunião com Semed para ajudar a encontrar uma solução que seja satisfatória para os dois lados.

“Estamos conversando interlocutores do Executivo para que a gente consiga resolver esse impasse que foi gerado com essa resolução, que é uma prerrogativa da Semed, mas também para que o professor da Reme de Dourados não prejudicado”, explicou Nogueira ao Jornal Midiamax.