Mato Grosso do Sul receberá 23 novas estações meteorológicas para aprimorar a análise de dados históricos e previsões climáticas futuras. Em edital divulgado nesta sexta-feira (8), o Governo do Estado abriu chamamento público para a contratação de uma OSC (Organização da Sociedade Civil) para gerir o projeto, com investimento de R$ 7.895.834,31.

Ao longo de quatro anos, a OSC terá a responsabilidade de criar uma série histórica para coleta de dados climáticos a partir das novas estações. Essa iniciativa permitirá uma análise mais detalhada da variabilidade climática regional, resultando em dados mais consistentes e precisos.

Estação meteorológica
Estação meteorológica (Maximiliano Kawahata Pagliarini, UFGD)

A rede oficial EMA (Estações Meteorológicas Automáticas) no Estado é composta por 43 estações (27 do e 16 da Semadesc). O destaca que a expansão visa divulgar dados meteorológicos confiáveis, elaborar laudos, boletins e previsões meteorológicas mais precisas.

Os municípios contemplados com as novas estações são: , Aquidauana, Amambai, Anaurilândia, Água Clara (2), Batayporã, , Figueirão, Naviraí, Nioaque, Ribas do Rio Pardo, , Ponta Porã, Corguinho e Mundo Novo.

Também serão instaladas 7 EMAs na Planície Pantaneira, entre os locais contemplados estão: Rio Paraguai, Nabileque, Nhecolândia, Abobral, Cáceres e Paiaguá (2). A escolha dos locais seguiu critérios como e solos com potencial para o desenvolvimento da produção agropecuária e preenchimento de vazios entre as estações já em operação, para cobrir as áreas atualmente sem informações meteorológicas oficiais.

Saiba Mais