A prefeitura de Campo Grande estima em R$ 800 mil o recurso necessário para reparar danos na ponte no cruzamento da Rua José Antônio com a Avenida Fernando Corrêa da Costa.

Somado à do Lago do Amor, as devem custar R$ 4,6 milhões. Já que projeto elaborado pela prefeitura estimou em R$ 3,842 milhões na reconstrução da passarela na Avenida Senador Filinto Müler.

Ambos os trechos foram interditados após deste ano e estão localizados em pontos de grande fluxo de veículos. O trânsito está interditado nos dois pontos e sem previsão de reabertura.

Tanto o Lago do Amor como a ponte da José Antônio serão obras executadas de maneira emergencial e com dispensa de licitação. Atualmente, ambas estão em processo de contratação da empresa que vai realizar os serviços.

A prefeitura não estima prazos para início e nem entrega das obras.

Interdição da José Antônio completa um mês

A interdição da ponte no cruzamento da Rua José Antônio e Avenida Fernando Corrêa da Costa, completou um mês no dia 1º de março. De acordo com a prefeitura, o projeto de reparo foi concluído e o valor está estimado em R$ 800 mil.

No local, parte do solo que servia de base para uma ponte sobre o Córrego Prosa cedeu e, por isso, a estrutura sofre riscos. Em imagens feitas no local, é possível notar considerável distanciamento entre o solo e a estrutura de concreto na cabeceira da ponte, embaixo da passarela usada por pedestres.

Saiba Mais