Pais e mães que possuem filhos matriculados nas escolas municipais de se organizam para fazer protesto, na próxima segunda-feira (27), contra a suspensão de ônibus escolares da cidade. Decisão foi explicada no início deste mês pela prefeitura, mas responsáveis alegam dificuldades para fazer o transporte.

“Sempre teve os ônibus aqui e foi construída uma escola que não está acabada num bairro. Daí eles alegaram que vão tirar o ônibus porque cada criança tem que estudar no seu bairro […] de repente eles cortaram e não falaram nada. Por que tiraram os ônibus das nossas ? O trânsito de Chapadão é um perigo e as crianças estão em risco. A gente quer uma explicação”, alega a Michelle Sales Sidrins.

Outra mãe também disse à equipe de reportagem que os responsáveis pediram um retorno à gestão municipal sobre o caso, mas que ainda não tiveram resposta.

“Em dia de chuva tem mãe que precisa sair correndo com filho porque a escola é longe. Eu ainda tenho condições de levar, mas e aquelas mães que não tem?”, questiona.

Ônibus ficaram restritos à área rural

O secretário de Educação, Guerino Perius, deu entrevista ao site Jovem Sul News no início de março em que esclareceu o funcionamento do transporte escolar e o motivo da suspensão da linha urbana para os alunos.

Conforme Perius, o transporte público de estudantes é permitido apenas para os que moram na zona rural. Com a criação da Escola Municipal Manoel de Barros, na Esplanada, o município determinou a suspensão do transporte escolar na zona urbana.

“Mesmo que fosse autorizado o transporte escolar na zona urbana, somente na cidade de Chapadão do Sul seriam necessários em torno de 200 ônibus para atender a todos os 6.000 alunos matriculados. Mesmo que apenas uma terça parte necessitasse do transporte, seriam necessários mais de 60 ônibus”, disse durante entrevista.

O secretário também disse que o transporte escolar foi mantido em uma escola, a Semear, de período integral para crianças em situação de vulnerabilidade social.

O prefeito destacou ao Jovem Sul News que o município conta com 17 ônibus escolares para atender os alunos da zona rural e iniciará o sistema de circulares pela cidade.

O Jornal Midiamax tentou contato com a prefeitura e secretaria solicitando novas informações. Equipe também tentou contato com o prefeito da cidade, João Carlos Krug. Espaço segue aberto para eventuais manifestações.

Protesto na Câmara

Pais, mães e responsáveis se concentrarão na Municipal de Chapadão do Sul na próxima segunda-feira (27) para reivindicar o caso aos vereadores do município. Manifestação ocorrerá às 19h, conforme organização.