Mesmo com diversas placas alertando sobre os riscos de adentrar na primeira e segunda lagoa, em Três Lagoas, a população segue utilizando o local para se banhar.

De acordo com a Semea (Secretaria Municipal de e Agronegócio), a onda de calor que atinge a cidade faz com que pessoas, principalmente e adolescentes, busquem as lagoas como alternativas para se refrescarem.

Observando esse comportamento, a pasta instalou placas nos arredores dos lagos informando do risco de afogamento.

“No entanto, registramos furto de diversas dessas placas, mesmo assim, fizemos novas e recolocamos no lugar, sabendo do risco que é pessoas adentrarem os lagos ou mesmo, as lagoas de contenção que ficam no entorno”, explicou o secretário da pasta, Mauro De Grandi.

Vale destacar que além do risco de afogamento que as bacias de contenção representam, elas podem trazer doenças para quem entra em contato com a água.

Conforme a prefeitura, as bacias recebem os dejetos jogados nas ruas dos bairros adjacentes, como fezes de animais, lixo doméstico descartado indevidamente, animais mortos, entre outros.

Além da ampliação da sinalização nos locais, a está fiscalizando e vai autuar os responsáveis por essas crianças e adolescentes flagrados no local.

Saiba Mais