Feriado prolongado de Dia dos (2) é a última oportunidade para os amantes da pesca antes da proibição devido ao início da Piracema em Mato Grosso do Sul, a partir de meia-noite de domingo (5).

Com isso, pescadores já se mobilizam para aproveitar o feriadão e lojas especializadas em itens de pesca em Campo Grande já registram movimento acima do normal. “Muitos deixaram aproveitar o fim da temporada para pegar o último peixe. Muitos já vieram na última semana para comprar os equipamentos e aproveitar o feriado para pesca”, diz o empresário Renan Benites, da Náuticos Pesca.

Segundo ele, todos os dias pescadores vão ao local atrás de molinetes, carretilhas, anzóis e linhas. “A gente consegue montar um kit para aquele pescador que quer aproveitar o fim da temporada a partir de 99 reais”, explica ao Jornal Midiamax.

pesca piracema
Varas de pescar (Henrique Arakaki, Jornal Midiamax)

De R$ 27 a R$ 1 mil

Na Náuticos, iscas artificiais saem de R$ 27 a R$ 110 e varas com molinete estão na faixa de R$ 250. Aqueles que podem gastar um pouco mais podem optar por varas de pescar de até R$ 1 mil.

“Aqui na nossa região pega muito Pacu, Dourado e Pintado. São peixes que saem mais com as iscas artificiais, indicados para pesca esportiva, aquela pesca que a pessoa pega e solta o peixe”, revela à reportagem.

O que não pode na Piracema?

A partir da meia-noite do dia 5 de novembro de 2023 está proibido pescar nos rios de Mato Grosso do Sul, devido ao início da Piracema. E pescadores devem ficar atentos, já que no leito do rio a proibição começa mais cedo, a partir de 1º de novembro.

pesca piracema
Anzóis (Henrique Arakaki, Jornal Midiamax)

A Piracema é prevista no Decreto 15.166 de fevereiro de 2019, devido ao período de reprodução dos peixes. Com isso, fica proibido todo tipo de pesca no Estado, desde a modalidade Pesque e Solte, a pesca amadora e também a profissional.

Apenas é tolerada a pesca de subsistência exercida por famílias ribeirinhas que dependam do peixe para sua sobrevivência, ainda assim só podem retirar do rio o suficiente para se alimentar, não sendo permitido estocar. Da mesma forma fica proibido o transporte de peixe a partir da zero hora do dia 5 de novembro.

Estoque de peixes

Os estabelecimentos comerciais e também os pescadores profissionais que possuam estoque de peixe nativo devem preencher o formulário próprio disponível no site do Imasul e fazer a Declaração de Estoque até o dia 7 de novembro.

pesca piracema
Iscas artificiais (Henrique Arakaki, Jornal Midiamax)

Após essa data, estoque que não for declarado estará suscetível de apreensão. A e o Imasul desenvolverão campanha de fiscalização ao longo do mês de novembro com esse objetivo.

Fiscalização

Equipes da PMA (Polícia Militar Ambiental) vão reforçar a fiscalização em rios de Mato Grosso do Sul no início da piracema, já que o período é de grande importância para a preservação das espécies, também chamado de período de defeso.

Fica proibida a captura de espécies nativas e exóticas, bem como o transporte de pescado. Quem for pego em atividade ilegal, fica sujeito a multa de R$ 700 a R$ 100 mil, com acréscimo de R$ 20 por quilo ou fração do produto da pescaria, ou por espécime quando se tratar de produto de pesca para uso ornamental.

O infrator também fica sujeito a detenção de um ano a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente.

Saiba Mais