Interditada há 1 mês e meio, a ponte da Rua José Antônio, no cruzamento com a a Avenida Fernando Corrêa da Costa, sobre o Córrego Prosa, segue sem previsão para o início das obras. Isso porque a prefeitura espera a chuva dar uma trégua para poder começar os serviços.

“Devido ao tempo e a mudança climática, as torrenciais da nossa cidade, que nos impede de começar a enquanto o tempo está como está hoje”, disse a prefeitura Adriane Lopes (Patriota), em agenda na tarde desta quarta-feira (15).

“Seria tempo perdido e gastaríamos em vão [recuperar neste momento]. Então nós estamos com as nossas equipes, o cronograma está pronto da execução das obras que são necessárias, mas o tempo não tem ajudado, então precisa precisa a melhora do tempo para poder executar essa obra”, explicou.

De acordo com a Sisep (Secretaria Municipal De Infraestrutura E Serviços Públicos), houve um deslizamento de cotas superior para inferior, causando o afundamento do solo. Com nisso, a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), realizou a interdição.

De acordo com a prefeitura, o projeto de reparo foi concluído e o valor está estimado em R$ 800 mil. No local, parte do solo que servia de base para uma ponte sobre o Córrego Prosa cedeu e, por isso, a estrutura sofre riscos.

Saiba Mais