Mato Grosso do Sul registrou seis mortes e 126 internações por SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave), nos últimos sete dias. De acordo com o boletim da SES-MS (Secretaria Estadual de Saúde), sobre a 37ª semana epidemiológica, são 511 vítimas fatais e 6.027 hospitalizações desde o começo do ano. 

O Mapa de Incidência dos Casos Novos de SRAG mostra que vários municípios apresentam diminuição dos registros desde a 29ª semana epidemiológica. 

Campo Grande fica em primeiro lugar nas internações e óbitos por SRAG neste ano, com 2.482 casos e 224 vítimas fatais. 

Ponta Porã, município distante a 298 km da Capital, vem em seguida com 42 mortes. Dourados, a 229 km de Campo Grande, fica em terceiro em vítimas fatais, com 24 registros. 

Já entre as internações, crianças de zero a nove anos representam 57,2% dos casos. Os idosos de 80 anos ou mais são 28% dos óbitos. 

Homens são mais do que a metade das hospitalizações e óbitos, representando 52,3% e 54,5%, respectivamente. 

O vírus sincicial respiratório representa 39% dos agentes etiológicos detectados, seguido por Rinovírus com 17,8% e SARS-CoV-2, responsável pela Covid-19, com 17,3%. 

Vacinação

A vacinação contra a Covid-19 e a gripe está disponível no SUS (Sistema Único de Saúde de Campo Grande). Os interessados em garantir a imunização podem se dirigir até a uma unidade de saúde. 

Confira a lista clicando aqui.