Em Bataguassu, cidade localizada a 310 km de , o atraso no pagamento dos salários dos médicos que atendem o município, foi pauta na sessão da Câmara Municipal da última segunda-feira (23). Os profissionais em questão atuam no pronto-socorro e ambulatório do município, sendo contratados como pessoa jurídica por prazo determinado.

Os vereadores também pediram justificativas e providências relacionadas aos diversos problemas na saúde pública, como falta de medicamento, equipamento quebrado, entre outros.

Em sessão, foi pedida a convocação do secretário de Saúde, Helder Augusto Lopes, o “Junior Maia” para dar explicações sobre esses problemas que surgiram desde que ele assumiu a gestão em janeiro de 2022. Mas após o pedido de vista proposto pelo vereador André Bezerra, que é da base do prefeito, o requerimento deve ser votado apenas na próxima sessão.

Em nota, a assessoria da prefeitura afirmou que não existe atraso legal dos salários, já que cláusula contratual prevê que as notas fiscais emitidas por fornecedores sejam quitadas em até 30 dias, inclusive os contratados como pessoas jurídicas.

“O pagamento dos médicos será feito de forma integral na próxima segunda-feira (30), e que não há de serviços e nem a de agendamentos médicos”, esclareceu a assessoria.

Saiba Mais