Grupo de manifestantes foi à Praça , região central de Dourados neste sábado (11) para pedir paz na Palestina. A mobilização é organizada pelo Comitê de ao Povo Palestino que pede cessar fogo de israelenses na região, principalmente na Faixa de Gaza.

“Em apenas um mês mais de 12 mil pessoas, deixando um rastro de mais de 30 mil feridos”, diz um trecho do manifesto entregue aos douradenses por descendentes de palestinos que residem na cidade. O protesto também contou com apoio de estudantes indígenas da Reserva Federal e de professores da (Universidade Federal da Grande Dourados).

“O que nós queremos trazer aqui nesse momento aos moradores de Dourados é o nosso recado de paz. Chega de guerra. Nosso povo está sofrendo e precisa do nosso apoio, da nossa solidariedade”, explica à reportagem do Jornal Midiamax, do Comitê de Solidariedade ao Povo Palestino.

Para a diretora da Fepal (Federação Árabe Palestina), Ashajan Sadique, a manifestação na Praça é apoio ao povo palestino que está sendo vítima de massacre. “É uma forma que a gente encontra de explicar para as pessoas o que está realmente acontecendo naquele território”, ressalta.

Nesse sentido Omar Faris, membro da Sociedade Arábe também faz um apelo para que as pessoas não vejam os palestinos como vilões. “Nosso povo também é vítima de uma guerra desproporcional que tá matando inocentes”, comenta Faris.

Saiba Mais