A linha telefônica da central de uma cooperativa de táxi de , que foi motivo de protesto no início da manhã desta segunda-feira (4), foi restabelecida às 10h40 e voltou a funcionar normalmente. A informação é do presidente do Sintaxi Sintaxi (Sindicato de Taxistas de Campo Grande), Flávio Panissa. 

Taxistas protestaram em frente ao prédio da operadora Vivo, na Rua Cândido Mariano, no Centro, por queda da linha telefônica 67 3361-1111. O telefone recebe, diariamente, uma média de 2 mil chamadas e estaria fora do ar desde o último sábado (2). Na cooperativa, trabalham cerca de 350 taxistas. 

De acordo com Flávio Panissa, o contrato entre as partes determina que o restabelecimento do serviço deveria ocorrer em um prazo de até quatro horas por ser um cliente de grande porte, o que não ocorreu após vários chamados abertos.

Mesmo sob chuva, cerca de 40 taxistas e veículos caracterizados da cooperativa não desanimaram e ficaram estacionados em frente a operadora. 

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Vivo por e-mail e aguarda um posicionamento sobre o problema na linha telefônica. O espaço segue aberto para manifestação.