Com intuito de promover a integração e o intercambio cultural entre os países que fazem fronteira com Mato Grosso do Sul, Corumbá recebe entre os dias 9 a 12 de novembro, a 17ª edição do Festival América do Sul. O evento foi lançado oficialmente nesta terça-feira (31), e contou com a presença do governador Eduardo Riedel e demais autoridades do Estado. Neste ano, o diferencial será a criação de uma Catedral Erudita.

Orçado em R$ 5,5 milhões a expectativa é que os quatro dias de evento reúna 140 mil pessoas de diferentes regiões do Brasil, Bolívia, Chile, Paraguai e Argentina. Entre as principais atrações do FAS 2023 estão Amado Batista (9/11), Neguinho da Beija-Flor (10/11), Criolo (11/11) e Frejat (12/11).

Integração entre países

Para o governador Eduardo Riedel, Mato Grosso do Sul vive um momento único de integração entre países da America Latina devido à criação da Rota Biocêanica, por isso, o Festival América do Sul será um importante instrumento para fortalecer essas relações.

“Passamos por um momento muito forte de integração com os países irmãos e a cultura têm um papel fundamental nesse processo, Mato Grosso do Sul nunca recebeu tantos representantes de outros países como recebe hoje e o Festival é um retrato disso”, afirma o governador.

Ao todo, serão mais de 120 atrações culturais, incluindo apresentações musicais, de teatro, circo, dança, artes visuais, moda e oralidade com 15 horas de programação diária em um dos biomas mais importantes do mundo: o Pantanal.

Titular da Setescc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania), Marcelo Miranda, destaca que a expectativa é que o evento movimente um montante maior que a última edição, quando foram movimentados R$ 9 milhões.

“O festival irá coincidir com o aniversário da cidade de Puerto Suárez na Bolívia, por isso teremos essa integração entre artistas dos dois países. Além disso, fomenta o turismo e a rede hoteleira dos dois países será completamente ocupada”.

Representando o prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes, o presidente de Cultura e Patrimônio Histórico de Corumbá, Joilson Cruz, destacou a importância do evento. “Esse intercambio cultural é muito importante para nossa cidade, fortalece os artistas regionais e fomenta a economia de Corumbá”, disse.

Lançamento do Festival
Lançamento do Festival América do Sul (Henrique Arakaki, Midiamax)

Catedral Erudita

Em 2023, o Festival contará com uma programação inédita que inclui uma catedral erudita que pretende levar música clássica para dentro das igrejas, com apresentações do Côro Lírico Cant’arte e a Orquestra Sinfônica de Campo Grande. A programação também inclui Papi Galan trio e Sebastian Godoy.

Segundo o secretário Marcelo Ferreira Miranda, a ideia de unir a programação do festival com as igrejas de Corumbá surgiu após o Festival de Inverno de Bonito.

“Durante o Festival de Bonito ouvimos o padre falar que foi a primeira vez em todos os anos que o festival se integrou a programação da igreja, e decidimos unir isso ao Festival America do Sul, a igreja é um patrimônio cultural e esse será o diferencial”, disse.

Confira a programação completa:

Festival América do Sul
Festival América do Sul (reprodução, redes sociais)

Dia 9 de Novembro – Quinta-feira

  • 09:00 – Show de Palhaçaria com Yoyo Sebas-tian Godoy (Argentina)
  • 15:00 – Espetáculo de Dança “Be a Bach”
  • 17:30 – Show de Mímica “Rapshody” com Hugo Soares
  • 18:00 – “Fronteiras/Fracas” – Clowns de Shakespe-are (Companhia do Rio Grande do Norte) e Teatro de Los Andes (Bolívia)
  • 19:30 – Cortejo de Abertura no formato de uma Diablada (dança tradicional da Bolívia)

Dia 10 de Novembro – Sexta-feira

  • 19:00 – Apresentação da cantora Tete Espíndola com a Orquestra do Pantanal
  • 19:00 – Lucas Gomes (São Paulo) no Casarão Cultural
  • 01:30 – Apresentação de Moral Distraída (Chile) no Palco do Porto

Dia 11 de Novembro – Sábado

  • Espetáculo circense, Orquestra Indígena e Orquestra de Câmara de Santa Cruz (Bolívia)
  • Atrações circenses ao longo do dia
  • 18:00 – Luiz Meira (Santa Catarina) e Vanessa Moreno (São Paulo) no Palco do Casarão Cultural
  • Das 14:00 à meia-noite – Batalha de Break, MCS, ADL, Forid e Reilow no Palco do Porto
  • 20:30 – Espetáculo “Asesinato en Besito Nigth Club” com o grupo Brujula Teatro no Bar da КАН

Dia 12 de Novembro – Domingo

  • 09:00 – Apresentações na Catedral Erudita: Coro Lírico Cant’arte e Orquestra Sinfônica de Campo Grande
  • Apresentação de Papi Galan Trio na Catedral Erudita
  • 16:00 – Sebastian Godoy
  • 17:30 – Grupo de Dança e Canto da Cultura Popular Flor Ribeirinha (MT) no Palco do Porto, seguido dos músicos bolivianos Alejandro e Rodrigo Huanca

Além das apresentações, haverá exposição e comercialização de artesanato do Mato Grosso do Sul e de países da América Latina no Pavilhão dos Países, juntamente com oficinas de artesanato utilizando referências culturais da região do Pantanal.

Leia também: