Os editais de convocação para matrícula dos aprovados na primeira chamada dos três vestibulares da (Universidade Federal da Grande ), foram publicado em nesta terça-feira (11).

O Vestibular 2023 seleciona para 33 cursos, e os específicos para Licenciatura em Letras-Libras EAD e para Licenciatura em Educação do Campo (LEDUC). 

De acordo com a UFGD, esses três processos seletivos são responsáveis pela vinda de 1.072 novos estudantes para 35 cursos de graduação. Após as matrículas, os calouros iniciarão as aulas em 15 de maio.

Como se matricular?

Para matricular-se, o candidato deve enviar os documentos necessários digitalizados – no formato PDF – de 17 a 19 de abril, para o e-mail da secretaria acadêmica da faculdade do curso escolhido, conforme detalhado no Edital de Convocação, neste link

Quem está classificado e não entrou na primeira chamada, precisa acompanhar a publicação do edital da segunda chamada, previsto para 28 de abril, na página do vestibular.

Além dos documentos gerais para matrícula, quem foi aprovado pelas cotas sociais precisa seguir outros procedimentos, de acordo com cada situação, para fazer a comprovação de renda, a comprovação da condição de pessoa com deficiência, a autodeclaração de negro ou a declaração de etnia e de vínculo com comunidade indígena. 

CadÚnico

Agora, é possível comprovar a situação de duas maneiras, por meio das declarações e da documentação constante no Edital ou da apresentação do comprovante de inscrição e da folha resumo do CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal), constando o nome do candidato, ainda que não seja o titular do cadastro.

O comprovante de cadastro é emitido na página eletrônica do Governo Federal, disponível em cadunico.dataprev.gov.br e a Folha Resumo é emitida presencialmente no Cras (Centro de Referência de Assistência Social) ou nos órgãos responsáveis pela política de transferência de renda do município. 

Comissão de heteroidentificação

No caso dos aprovados negros – pretos e pardos –, após o envio da autodeclaração, juntamente com a documentação geral, o candidato receberá, no e-mail que cadastrou na inscrição, o agendamento para seu telecomparecimento diante da Comissão de Heteroidentificação Geral da UFGD.

O procedimento é feito de maneira on-line, nos dias 19, 20 e 24 de abril, em sala virtual via plataforma Google Meet.

Essa comissão irá verificar se o candidato possui as características fenotípicas de pessoas negras, como aspectos da pele, do cabelo, do nariz, da boca, entre outros.

Documento para ampla concorrência

a) Documento de conclusão do ou equivalente (Diploma/Certificado de Conclusão do ou Certificado de Conclusão do EJA ou Certificado de Conclusão de Profissional de Nível Técnico ou equivalente). O candidato que não apresentar esse documento não realizará a matrícula;

b) Histórico Escolar do Ensino Médio;

c) Certidão de Nascimento ou Casamento;

d) Documento de Identidade. No caso de candidato estrangeiro, deverá apresentar a cópia do Registro Nacional de Estrangeiro;

e) Cartão do Cadastro de Pessoa Física (CPF);

f) Certificado de Reservista ou prova de que está em dia com as obrigações militares (para o candidato do sexo masculino e com mais de 18 anos);

g) Título Eleitoral (obrigatório para o candidato com, no mínimo, 18 anos e facultativo para o candidato com 16 ou 17 anos);

h) Certidão de Quitação Eleitoral (obrigatório para o candidato com, no mínimo, 18 anos e facultativo para o candidato com 16 ou 17 anos); e,

i) Uma fotografia 5x7cm frontal e com data