Empresário de 38 anos, morador de , município a 410 quilômetros de Campo Grande, foi autuado administrativamente e multado em R$ 15 mil exploração ilegal de madeira de lago situada em usina hidrelétrica da região. Homem também poderá responder pelo crime de furto.

Segundo informações da PMA (Polícia Militar Ambiental), equipe de recebeu denúncias de furto e exploração ilegal de madeira submersa no lago de usina hidrelétrica na divisa de com São Paulo. Uma equipe foi ao local e encontrou os pontos de onde estava sendo extraída a madeira ilegalmente do lago, na parte do rio Paranaíba, na última sexta-feira (17). Foram encontradas várias toras amarradas a tambores que funcionavam como boias, para submergir a madeira.

(Foto: Divulgação/PMA)

No entanto, suspeitos só foram encontrados no sábado (18) em porto de areia à margem do rio Paranaíba, onde a madeira estava sendo armazenada. Embarcação com dois motores de popa e um compressor para uso de serra pneumática foram encontrados.

O proprietário do porto assumiu ter retirado madeira sem licença ambiental. Uma vez que madeira pertence à hidroelétrica, homem pode responder por furto.

Além disso, o infrator explicou que equipe cortava a madeira submersa com equipamentos de mergulho. Em seguida, material era levado até porto, onde era armazenado em serraria.

O dono da serraria, de 62 anos, foi multado em R$ 1.500 e responderá por funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental, cuja é de um a seis meses de detenção.

Apreensão

Segundo a PMA, 36 m³ de madeira das espécies aroeira, angico e jatobá, os dois motores de popa, o barco, o motor estacionário e a serra elétrica foram apreendidos.

O empresário foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 15.000,00. Além disso, a hidrelétrica foi orientada a registrar a queixa de furto da madeira.

Suspeito responderá por crime ambiental de exploração ilegal de madeira, cuja pena é de seis meses a um ano de detenção. Além disso, poderá responder por furto, que possui pena de um a quatro anos de reclusão.