O Programa Municipal de Cirurgias Eletivas foi lançado nesta segunda-feira (6) pelo prefeito (PP) e pelo secretário municipal de Saúde, Waldo Lucena. A meta é zerar fila com mais de 1.300 pacientes que estão diagnosticados com catarata.

Para viabilizar a primeira etapa do programa, a Secretária de Saúde ampliou convênio já existente entre o Município e a Funpema (Fundação Cardiogeriátrica), firmado exclusivamente com recursos da Prefeitura de . Na última quinta-feira (2), o primeiro procedimento foi realizado e a expectativa é que sejam feitas, em média, 50 cirurgias mensais.

De acordo com Alan Guedes, a Saúde de Dourados não ofertava esse tipo de cirurgia há quase oito anos. “Neste período, tivemos a oferta de cirurgias de cataratas pelo Estado através da Caravana da Saúde, mas para pacientes da macrorregião, não apenas para os douradenses. Desde 2015 a Prefeitura não ofertava essa cirurgia para os munícipes”, explica o prefeito.

Segundo o secretário de Saúde, a fila de atendimento vai caminhar com controle da Central de Regulação. “Essa fila que a gente tem é separada entre todos os pacientes que atendemos da microrregião e os douradenses. Então a ordem de atendimento para esse procedimento seguirá dentro dessa fila com 1.328 pacientes de Dourados”, justifica o secretário.