A em emitiu boletim de cessação de alerta de risco de inundação gradual do , nesta semana. Segundo a Defesa, a medida é necessária devido ao curso hídrico ter saído do nível de alerta que é de 4 metros. Nesta quarta-feira (23) a regra de marcou 3,96 metros.

De acordo com a prefeitura da cidade. o alerta é fundamentado em dados técnicos do Serviço Geológico do Brasil, ANA (Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico), de estudos da Embrapa Pantanal, do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), e da aferição de nível do rio Paraguai do Centro de Hidrografia e Navegação do Oeste do 6º Distrito Naval.

“O nível do Rio Paraguai ultrapassou a cota de alerta, que é de 4 metros na data de 26 de junho de 2023 e atingiu o seu nível máximo na data de 18 de julho, com 4,24 metros, chegando a 2,22 metros acima do seu nível de redução”, explicou Superintendente Municipal de e Defesa Civil, Isaque do Nascimento.

“Assinalando do mesmo modo que o nível do Rio Paraguai, na data de 21 de agosto do corrente, desceu para a marca de 3,98 metros, sinalizando um processo de continuado declínio, cessando a possibilidade de risco de elevação das águas, afastando a força de invasão das águas nas instalações lindeiras do curso hídrico, conforme demonstra os modelos probalísticos analisados”, prosseguiu.

“Diante desse comportamento, esse ciclo este ano está sendo considerado uma ‘cheia pequena', conforme codificação caracterizada pela EMBRAPA Pantanal. O presente alerta tem igualmente o objetivo de subsidiar ações de proteção ambiental, de manejo campestre e pastoril, de navegação fluvial, das atividades econômicas presentes no complexo pantaneiro e do cotidiano regional das comunidades ribeirinhas, com vista à programação do retorno gradual às condições de normalidade”, completou o responsável pela Defesa Civil.