Um decreto assinado pelo prefeito em 16 de março, mas publicado somente agora na edição suplementar do Diário Oficial do Município, estabelece algumas restrições a objetos projetados próximo ao espaço aéreo do Aeroporto Regional Francisco de Matos Pereira, em Dourados.

Segundo a administração, a finalidade do decreto é impedir interferência de antenas, postes e caixas d’água, até árvores, cercas e outras edificações. A (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) fica encarregada de fazer o levantamento da área para implantação da zona de proteção.

Conforme a medida, no caso da necessidade de supressão de árvores, as ações ficarão a cargo da Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos). Quando se tratar da retirada ou sinalização de postes, antenas, edificações e caixas d’água, as medidas serão tomadas pela Agência de Trânsito, sem ônus aos proprietários. 

Com obras tocadas pelo Exército Brasileiro, o Aeroporto Regional Francisco de Matos Pereira está em reforma. Recentemente, durante encontro em , o prefeito conversou com o ministro de Portos e Aeroportos, Márcio e pediu celeridade no andamento do projeto.

A obra está estimada em R$ 72 milhões oriundos do FNAC (Fundo Nacional de Aviação Civil) e contempla reforma e ampliação da pista de pouso e decolagem em 300 metros, além da regularização das faixas de pista e áreas de segurança, drenagem, colocação de cerca operacional e trabalhos de terraplenagem.

Saiba Mais