As notas do Enem 2023 (Exame Nacional do Ensino Médio) estão previstas para serem divulgadas no dia 16 de janeiro de 2024. Os candidatos poderão aplicar suas pontuações para concorrer a vagas em instituições públicas e privadas do país, e até mesmo no exterior. Enquanto os resultados não saem, saiba onde as notas serão aceitas.

Para concorrer às 63 universidades federais e 22 estaduais, em todo Brasil, os candidatos do Enem podem aplicar suas pontuações através do Sisu (Sistema de Seleção Unificada). Pelo programa é possível disputar vagas em Centros tecnológicos do país.

No caso de universidades privadas, os programas ProUni (Programa Para Todos) e Fies (Fundo de Estudantil) oferecem oportunidades de bolsas e financiamento de mensalidades.

Além das instituições brasileiras, os candidatos têm a opção de estudar em Portugal, usando a nota do exame. Mais de 50 possuem convênio com o Brasil.

Como disputar vagas pelo Sisu

Para participar do Sisu, os estudantes devem ter realizado a prova do Enem da edição anterior, e não ter zerado a redação.

Algumas instituições podem emitir nota mínima de corte para determinados cursos, portanto se o candidato não tiver atingido aquela pontuação, não poderá concorrer à vaga.

Todos os candidatos possuem duas opções de escolha para os cursos e instituições que desejarem, com uma delas sendo a primeira opção.

Instituições privadas participam de programas do governo

O ProUni é o programa do governo federal que oferece bolsas integrais ou parciais para estudantes de instituições privadas do Brasil. Para participar do processo seletivo, o aluno deve ter tirado acima de 450 em cada área de conhecimento do exame, e não ter zerado a redação.

O candidato deve também comprovar renda familiar bruta de um salário mínimo e meio por integrante da família, para concorrer à bolsa integral. Para a bolsa parcial (50%), a renda familiar bruta deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

O candidato também pode escolher duas opções de instituição, cursos e turnos, entre as vagas disponíveis. Durante o período em que o sistema estiver aberto, o candidato pode mudar suas escolhas, sendo válida a última confirmada.

Pelo Fies, os estudantes podem financiar os estudos em faculdade particular. Durante o curso, um valor de coparticipação, que corresponde aos encargos educacionais não financiados, deve ser pago mensalmente. Após a conclusão do curso, o saldo devedor deve ser quitado, conforme a realidade financeira do estudante financiado.

Para participar do programa Fies, o candidato deve ter renda familiar per capita de até três salários mínimos; ter nota superior a 450 no Enem; e nota superior a zero na redação.

Instituições de ensino superior em Portugal

Outra opção para quem realizou a prova do Enem 2023, é aplicar a nota para estudar em instituições fora do país. Nesse caso, cada instituição conveniada possui seus próprios critérios de seleção.

Em Portugal, mais de 50 instituições possuem convênio com o Brasil. Veja quais:

  • 1. Universidade de Coimbra (UC)
  • 2. Universidade do Algarve (UAlg)
  • 3. Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria)
  • 4. Instituto Politécnico de Beja (IPBeja)
  • 5. Instituto Politécnico do Porto (P.Porto)
  • 6. Instituto Politécnico Portalegre (IPP)
  • 7. Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA)
  • 8. Instituto Politécnico de Coimbra (IPC)
  • 9. Universidade de Aveiro (UA)
  • 10. Instituto Politécnico da Guarda (IPG)
  • 11. Universidade de Lisboa (ULisboa)
  • 12. Universidade do Porto (U.Porto)
  • 13. Universidade da Madeira (UMa)
  • 14. Instituto Politécnico de Viseu (IPV)
  • 15. Instituto Politécnico de Santarém (IPSantarem)
  • 16. Universidade dos Açores (UAc)
  • 17. Universidade da Beira Interior (UBI)
  • 18. Universidade do Minho
  • 19. Cooperativa de Politécnico e Universitário (Cespu)
  • 20. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Universidade Lusófona)
  • 21. Instituto Politécnico de Setúbal (IPS)
  • 22. Instituto Politécnico de Bragança (IPB)
  • 23. Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB)
  • 24. Universidade Lusófona do Porto (ULP)
  • 25. Universidade Portucalense (UPT)
  • 26. Instituto Universitário da Maia (Ismai)
  • 27. Instituto Politécnico da Maia (Ipmaia)
  • 28. Universidade Católica Portuguesa (UCP)
  • 29. Universidade Fernando Pessoa (UFP)
  • 30. Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida (ISPA)
  • 31. Instituto Leonardo da Vinci (ILV)
  • 32. Escola Superior de Saúde do Alcoitão (Essa)
  • 33. Universidade Lusíada – Norte
  • 34. Universidade Lusíada
  • 35. Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC)
  • 36. Escola Superior Artística do Porto (Esap)
  • 37. Universidade Europeia
  • 38. Instituto Universitário de Lisboa (Iscte-IUL)
  • 39. Escola Superior de Saúde Norte da Cruz Vermelha Portuguesa (ESSNorteCVP)
  • 40. Universidade Autônoma de Lisboa (UAL)
  • 41. Instituto Politécnico da Lusofonia (Ipluso)
  • 42. Instituto de Estudos Superiores de Fafe (IESFafe)
  • 43. Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes (Ismat)
  • 44. Instituto Superior Dom Dinis (Isdom)
  • 45. Instituto Superior de Gestão (ISG)
  • 46. Instituto Superior de Gestão e Administração de Santarém (Isla Santarém)
  • 47. Instituto Superior de Gestão e Administração de Gaia (Isla Gaia)
  • 48. Instituto Português de Administração de Marketing (Ipam) de Lisboa
  • 49. Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC)
  • 50. Instituto Português de Administração de Marketing (Ipam) do Porto
  • 51. Universidade Nova de Lisboa