A vacinação contra a segue em com todas as doses disponíveis para os públicos estabelecidos no calendário da (Secretaria Municipal de Saúde), da 1ª dose ao reforço com a bivalente.

Na última semana, a pasta ampliou os públicos estabelecidos no calendário para vacinação contra a doença. Pessoas de 66 anos já podem receber a vacina bivalente. O reforço também está liberado para imunocomprometidos, indígenas aldeados e quilombolas com 12 anos ou mais.

Conforme preconizado pelo Ministério da Saúde, para receber o reforço é necessário estar com o esquema primário completo e ter recebido a última dose há pelo menos quatro meses.

A outra novidade é quanto à vacinação dos bebês. Até então restrita para crianças de seis meses a menores de 1 ano sem comorbidades, a aplicação da Baby agora também abrange os menores de 2 anos sem comorbidades (1 ano, 11 meses e 29 dias).

A partir de 2 anos completos a menores de 3 anos, a aplicação segue restrita às crianças com comorbidades. O atendimento ao público infantil acontece em apenas 10 unidades referenciadas.

Clique aqui e confira os mais de 50 locais que fazem a aplicação das vacinas durante todo o dia.

Demais públicos

A vacinação segue disponível para crianças de 3 anos ou mais, bem como aquelas que precisam tomar as doses de reforço.

As doses de reforço devem ser tomadas conforme indicação para cada imunizante e público, seguindo um intervalo de 28 dias a quatro meses, conforme calendário preestabelecido pela Sesau.

A aplicação da segunda dose de reforço (4ª dose) está liberada para todas as pessoas com 18 anos ou mais, vacinadas com a terceira dose há pelo menos quatro meses.

Caso haja dúvida sobre a data para aplicação do reforço basta acessar o carteirinha digital disponível aqui.