Em nome da fé coisas boas podem acontecer na vida de uma pessoa, principalmente quando se busca vencer os próprios desafios, sem deixar de olhar para quem precisa de auxílio. Assim acredita o comerciante Marcos Aurélio Leão, conhecido como Boliva, que desde 2018 organiza uma força-tarefa de apoio aos romeiros que caminham todos os anos até o Santuário de Nossa Aparecida, na Vila São Pedro.

Dono de uma conveniência localizada na Avenida Pires, Marcos coordena a distribuição de água e frutas para os caminhantes que rendem homenagens à Santa Padroeira do Brasil no dia 12 de outubro. Para a 24ª edição da romaria, ele já conseguiu doações suficientes para aliviar a sede e também repor as energias de cerca de 3 mil pessoas.

“Essa foi uma forma que achei de demonstrar a minha fé e também de fazer alguma ação social, alguma coisa positiva para o próximo”, relata Boliva à reportagem do Jornal Midiamax, que disse contar com o apoio de alguns amigos e até desconhecidos que fazem doações espontâneas e também ainda auxiliam dia da entrega.

“Nossa tarefa começa às 3 horas da manhã. Quem passa por aqui recebe esse pequeno auxílio para ajudar na sua jornada”, diz o comerciante. “A gente faz isso movido por um sentimento de gratidão a Deus por tudo que a gente recebe dele nessa nossa existência. O mínimo que posso fazer é tentar devolver alguma coisa para as pessoas”, complementa.

Marcos relata que na verdade quase não tira dinheiro do bolso. “Tudo que faço é administrar o sentimento de solidariedade das pessoas. São tantas doações que até sobra e depois a gente direciona para entidade filantrópicas”, conta o empresário.

Boliva, 4º à direita (de camiseta preta), organiza ação (Foto: Reprodução, arquivo pessoal)

Com chuva e com fé

No ano passado, nem mesmo a forte chuva que caiu desde a madrugada foi capaz de atrapalhar a caminhada dos fiéis de até o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, que fica no distrito de Vila São Pedro.

Alguns tiveram que acordar de madrugada e caminharam 30 quilômetros pela BR-163. A expectativa dos organizadores da romaria é reunir cerca de 40 mil pessoas no loca, onde acontecem as celebrações.

A romaria é tradicional na cidade e está em sua 23ª edição. “Este ano, sem pandemia e mesmo com muita chuva os fiéis mais uma vez demostraram sua fé em Nossa Senhora Aparecida. Muitos vêm em busca de bênçãos e outros para simplesmente para agradecerem as graças recebidas”, explicou o reitor do Santuário, padre Jander.

Vítor Cáceres, foi um dos que que acordou cedo para reverenciar a padroeira. “Caminhamos mais de três horas debaixo de chuva para estarmos. Fizemos nossas preces e agora estamos voltando para casa”, explica o católico que estava acompanhado da esposa Rosângela e da filha Yasmin.

Vim aqui agradecer à Nossa Senhora pela minha vida

A adolescente Raíssa Pereira, de 17 anos, moradora de Cruzaltina, distrito de Dourados, também madrugou para chegar até o Santuário de Nossa Senhora Aparecida. Acompanhada pelos amigos Michel Oliveira e Vítor Augusto, ela caminhou 37 quilômetros para participar pela primeira vez da romaria.

“Vim aqui agradecer à Nossa Senhora pela minha vida também pela minha família. É uma sensação indescritível. Só quem está aqui é que pode testemunhar um momento como este que estamos vivenciando”, contou Raíssa à reportagem do Jornal Midiamax, que acompanhou parte da romaria.

Na edição do ano passado romeiros enfrentaram (foto: Marcos Morandi, Midiamax)

Força-tarefa garante segurança de romeiros

Mais uma vez  a empresa concessionária de serviços da programou uma operação especial para auxiliar os romeiros que participaram da 23ª Romaria de Nossa Senhora Aparecida, nesta quinta-feira (12), em Dourados.

Em função do evento, a CCR MSVia, em parceria com a PRF-MS (Polícia Rodoviária Federal de Mato Grosso do Sul), vai garantir sinalização especial, como forma de ajudar na segurança tanto dos pedestres,  quanto dos motoristas que trafegam pela rodovia.

Os fluxos de pedestres e veículos, em frente ao santuário, foram orientados pela PRF, Guarda Municipal e (Agência Municipal de Trânsito) de Dourados.