Com investimento de R$ 2 milhões por ano, o Governador de Mato Grosso do Sul, (PSDB), assinou o Ato de Autorização do das bolsas para estudantes vinculados à Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia). O encontro aconteceu na manhã desta sexta-feira (3), na Governadoria.

Os reajustes são de 25% para estudantes de pós-doutorado, que passam a receber bolsas de R$ 5,2 mil, de 40% para mestrado e doutorado, cujos valores foram reajustados para R$ 2,1 mil e R$ 3,1 mil respectivamente, e de 75% para a iniciação científica dos cursos de graduação, resultando em bolsas de R$ 700. O impacto previsto na folha de pagamento é de aproximadamente R$ 2 milhões em 2023.

Para o governador Eduardo Riedel, o reajuste garante tranquilidade para os estudantes fazerem projetos que vão ajudar a desenvolver o Estado e fazer diferença na vida das pessoas.

“O aumento do valor das bolsas é muito importante para recompor o valor aquisitivo, dar conforto, tranquilidade, para toda essa rede de graduação, pós-graduação. É o Estado que mais garante bolsas proporcionalmente para os seus estudantes, tem financiado pesquisas em todas as instituições de ensino, e isso faz a diferença para Mato Grosso do Sul”, disse.

O diretor-presidente da Fundect, Marcio de Araujo Pereira, afirmou que o aumento vai refletir em soluções para a sociedade.

“O impacto anual é de R$ 2 milhões. São mil estudantes do Ensino Médio, da graduação, do mestrado, doutorado e pós-doutorado. O impacto é muito grande porque você muda vidas, mantém essas pessoas nas universidades, nas escolas. Eu sempre falo que a educação é a ferramenta mais poderosa para o desenvolvimento. As bolsas são a que mantêm esses jovens nas escolas, nas universidades, nas pesquisas que vão criar soluções para a sociedade”, declarou.