Até às 13h desta segunda-feira (04), choveu 108 mm de chuva em Campo Grande nos primeiros dias de dezembro. O volume representa 48% dos 224,9 mm esperados para o mês inteiro, segundo dados do Cemtec/MS (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de Mato Grosso do Sul).

Os 108,2 mm de chuva foram registrados na estação meteorológica da Embrapa Gado de Corte, localizada na saída para Aquidauana. A região foi uma das mais afetadas pela chuva no domingo (03), que deixou diversos estragos, como danos a estátua de tuiuiús em frente ao aeroporto de Campo Grande.

Ainda conforme dados do Cemtec/MS, nestes primeiros dias de dezembro foram registradas 96 mm na estação da Upa Universitário, 61 mm no Jardim Panamá e 59 mm no Santa Luzia. O esperado para o mês soma 224,9 mm, considerando a média histórica de chuvas de dezembro.

Segundo o meteorologista do Cemtec/MS, Vinicius Sperling, as chuvas são causadas por uma frente fria oceânica e baixa pressão no Paraguai. O tempo instável deve continuar até quinta-feira (07).

Estragos pela cidade nesta segunda-feira

Casas alagadas, ruas cheias de água, lamaçal, postos de saúde com goteiras e escola sem aula. Esta segunda-feira (4) é marcada por estragos e prejuízos em vários bairros de Campo Grande. A chuva que cai na cidade desde o início do dia já acumulou mais de 40 milímetros e a previsão é de mais temporal ao longo do dia.

No Rua Almerinda Azevedo, no Jardim das Perdizes, Rodrigo Brandão descreve a enxurrada que se assemelha a “um rio”. A força que sai da tubulação arrastra pedregulhos para a parte mais baixa da via. “Moro há 20 anos [aqui], sempre foi assim na região. O buraco está assim há um ano”, disse.

Alerta para temporais

Mato Grosso do Sul tem três alertas para temporais vigentes nesta segunda-feira (04). Um de chuvas intensas e outro de temporais atingem os 79 municípios do Estado, com grau de severidade amarelo, o que significa perigo potencial.

Os dois vigoram até às 10h de terça-feira (05). Outro alerta, de perigo para tempestades, atinge 27 municípios na região oeste do Estado, de Corumbá a Porto Murtinho. O alerta é válido até às 19h desta segunda-feira (04).