Assim como previu a meteorologia, pancadas de isoladas caíram sobre Campo Grande na tarde desta terça-feira (14). A virada no tempo trouxe ligeiro alívio para o intenso calor que predomina na Capital, no entanto, as altas temperaturas seguem intensas. 

“Aqui deu uma garoa bem forte, mas logo em seguida o sol forte já voltou”, comentou moradora do Bairro Mário Covas, na região sul da cidade. No Centro e no Bairro Santa Fé, a pancada de chuva também deu sinais, mas durou apenas cerca de cinco minutos.

Até às 23h59 de hoje, parte de Mato Grosso do Sul, inclusive Campo Grande, seguem sob alerta de tempestade emitido pelo (Instituto Nacional de Meteorologia). Até lá, acumulado de chuva pode chegar a 50 milímetros no dia, com ventania de até 60 quilômetros por hora.

Nesta terça-feira (14), e os termômetros podem chegar aos 40º C em algumas regiões. Todo o Estado está sob uma onda de calor extremo até a próxima sexta-feira (17), com temperatura 5º C acima da média. 

Além disso, a baixa umidade do ar deve predominar no Estado, entre 10% e 30%. O índice está abaixo do ideal, quando o ideal é entre 60% e 50%. Recomenda-se beber muito líquido e evitar ao sol nos horários mais quentes.

Quatro cidades mais quentes do país são de MS

Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), , distante a 253 km de Campo Grande, foi a segunda cidade mais quente do país na segunda-feira (13), com 42.6º C. , município 438 km da Capital, desceu da primeira colocação para o terceiro lugar, com 42.2º C. 

e Corumbá ainda aparecem no top 10 em sétimo e décimo lugar, respectivamente, por alcançarem as máximas de 41.9º C e 41.6º C.

Saiba Mais