Os vereadores de devem acompanhar o grupo de trabalho instituído pelo Governo Estado para solucionar a falta de água potável nas aldeias da Reserva Federal de Dourados. A comissão foi criada na semana passada será coordenada pelo vice-governador José Carlos Barbosa, o (PP).

Durante sessão nesta segunda feira o presidente da Câmara Municipal Laudir Munaretto (MDB) ocupou a tribuna para pedir providências, em especial do Governo Federal, sobre a situação enfrentada pelos indígenas das aldeias Bororó, Jaguapiru e Panambizinho.

Em conversa a com a reportagem do Midiamax, Munaretto disse que os problemas enfrentados pelos indígenas, que inclui desnutrição, não é de agora e precisa ser resolvido. “Estamos encampando essa campanha e já estamos há alguns dias fazendo visitas nas aldeias”, explica o presidente da Câmara.

Segundo ele, a falta de água na Reserva Federal de Dourados é um problema que atravessa décadas. Durante a sessão desta segunda-feira ele ocupou a tribuna e elogiou a iniciativa do Governo do Estado com a criação do grupo de trabalho.

“É preciso lembrar que a questão da falta de água na Reserva não é novidade. […] em 10 meses de investigação uma CPI criada há 23 anos CPI visitou oito aldeias, realizou seis reuniões externas, 44 pessoas foram ouvidas na e outras 36 em diligências. De lá para cá, pouca coisa saiu do papel”, disse o parlamentar.

O parlamentar também pretende acompanhar de forma mais efetiva a questão da falta de água nas aldeias e auxiliar o grupo de trabalha coordenado pelo vice-governador. “Na próxima quinta-feira (16), pela manhã teremos uma nas aldeias”, informou Laudir, que disse ter esperança que desta vez a situação seja resolvida.