As reclamações da espera de 3 ou 4 horas por atendimento no serviço público de saúde deram lugar às queixas de calor na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Universitário, em .

Isso porque a ala de pediatria da unidade está sem nenhuma ventilação e adultos e precisam passar por longa espera no calor. “Aqui não tem ventilação. Não tem nada e fica esse calor para as crianças. Estou aqui desde as 11 horas e não chamou mais ninguém”, reclamou Fabiane dos Santos, de 22 anos, que estava com a filha de 2 anos.

Com febre e coriza, a procurou por atendimento. “Eu fico indignada. A gente paga imposto para o mínimo de saúde e ainda tem que passar por isso com as nossas crianças”, disse.

Desde ontem

No início da tarde desta quarta-feira (1º), o posto estava lotado e a população aguardava paciente por atendimento. O problema com o calor se estende desde a terça-feira (28), quando os primeiros relatos começaram a surgir.

Maria Aparecida Martins, de 40 anos, quer atendimento para o filho, de 3, que está com diarreia e febre desde ontem. A criança é especial e tem atraso no desenvolvimento, hipertensão pulmonar e uma síndrome a esclarecer.

“Cadê os médicos? Olha a situação aqui; os dois salões estão cheios. A gente não pode sair de casa e contar com o serviço público”, ironizou.

upa
Ala pediátrica da (Foto: Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

O que diz a Sesau?

De acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a informação é de que o ventilador da ala de pediatria está com problema. “Já foi solicitado ao setor responsável a manutenção dos equipamentos. Na recepção geral os ventiladores estão funcionando normalmente”, disse, em nota.

Desde as 9h40 com a neta de 2 anos na unidade, Maria Aparecida Lima, de 57, está dando dipirona para a menina enquanto aguarda atendimento. “É horrível. Isso é um descaso com a saúde pública. Fora que não tem um ventilador e isso é uma sacanagem”, se revoltou.

A Sesau ressaltou que a UPA Universitário, assim como as demais unidades de urgência e emergência, estão dentro de um cronograma de reforma que prevê também o redimensionamento da parte elétrica, sendo possível a substituição dos ventiladores por aparelhos de ar-condicionado.