Em , cidade localizada a 398 km de Campo Grande, famílias que desejam substituir moradias precárias de madeiras por casas de alvenarias podem fazer inscrição na SAS (Secretária de Assistência Social) no departamento de habitação do município.

Serão disponibilizadas 20 vagas para a substituição das moradias precárias, com a possibilidade de cadastro reserva para casos de desistência ou ausência de documentação. O programa conta com incentivos do Governo do Estado, através da AGEHAB (Agência de Habitação Popular do Estado de Mato Grosso do Sul), e com recursos próprios do município.

As casas de alvenaria terão uma área construída de 42,56 metros quadrados, oferecendo assim mais espaço e conforto para as famílias beneficiadas. Além disso, a iniciativa busca melhorar a qualidade de vida da população, proporcionando maior segurança e durabilidade das moradias.

A Prefeitura de ressalta com o início do cadastro habitacional, a expectativa é de que muitas famílias de Costa Rica tenham a oportunidade de conquistar a casa própria e, consequentemente, uma vida mais digna e estável.

Cadastro

Para realizar o cadastro, os interessados devem comparecer à Secretaria de munidos da escritura do imóvel, dos documentos pessoais, como RG, CPF, comprovante de residência, comprovante de renda e certidão de nascimento ou casamento. É importante ressaltar que apenas as famílias que se enquadrem nos critérios estabelecidos serão aptas a participar do programa.

Após o cadastro, as famílias passarão por uma análise socioeconômica para verificar a necessidade de substituição da moradia precária e a viabilidade de atendimento. Em seguida, serão selecionadas as 20 famílias que irão receber as casas de alvenaria, conforme a ordem de inscrição e os critérios estabelecidos.