Último dia para regularizar e emitir título lota TRE em Campo Grande

Atendimento presencial no TRE acontece até às 19h
| 04/05/2022
- 16:19
eleitores
Foto: Henrique Arakaki, Midiamax

O último dia do prazo para o alistamento de eleitores e a realização de alterações no cadastro eleitoral causou intensa procura no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) nesta quarta-feira (4). O trânsito ficou congestionado na região do Parque dos Poderes.

Conforme o auxiliar da presidência do TRE, Fernando Chemin Cury, o atendimento segue até às 19 horas. O atendimento presencial é realizado apenas para as pessoas que não conseguiram regularizar a situação eleitoral pela internet.

Somente nesta terça-feira (3), 900 eleitores foram atendidos no TRE e, para esta quarta-feira (4), a expectativa é que a demanda seja ainda maior.

Confira a entrevista:

Na quinta (5), o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) vai fechar o cadastro eleitoral para estabilização, bem como para iniciar os procedimentos de auditoria, de confecção dos cadernos de votação e de geração de arquivos de eleitores para as urnas.

suspensão dos alistamentos e transferências nos 150 dias que antecedem as eleições está prevista na Lei nº 9.504/1997, artigo 91.

Tanto alterações no título de eleitor como novos alistamentos podem ser feitos sem sair de casa, por meio da internet, num computador ou até mesmo no celular, acessando o Autoatendimento do Eleitor, neste link, no Portal do TSE.

Abaixo você confere como tirar seu título de eleitor e também como regularizar ou fazer alterações nele.

Como tirar o título de eleitor?

O primeiro título de eleitor pode ser emitido na página Autoatendimento do Eleitor, por meio da opção “Tire seu título”. Como prova de identidade, serão solicitados: uma selfie segurando um documento oficial com foto; imagens de frente e verso do mesmo documento; e um comprovante de residência (conta de água, luz, celular ou carnê de IPTU, por exemplo).

Adolescentes com 15 anos (que vão completar 16 até o dia 2 de outubro) ou mais já podem tirar o título de eleitor. No Brasil, o voto é obrigatório a partir dos 18 anos e facultativos para os jovens de 16 e 17 anos, os maiores de 70 e os analfabetos.

Devem apresentar o certificado de quitação militar os brasileiros nascidos entre 1º de janeiro e 31 de dezembro do ano em que completarem 19 anos de idade, que compõem a classe chamada para a seleção, tendo em vista a prestação do Serviço Militar inicial.

Passo a passo

1 - Entre no Portal do TSE, neste link, e clique na aba superior, em “Eleitor e Eleições”. Aí é só procurar o menu “Tire seu título – Título Net”, no final da página à esquerda (onde há uma imagem de uma mão segurando um título). É nessa página que você vai ter acesso aos principais do título eleitoral.

2 - No final da próxima tela, vá no menu “Iniciar seu atendimento a distância”, que fica na parte “Faça seu requerimento” (no centro da página).

3 - Depois, é só selecionar o Estado, conferir a lista de documentos necessários (citados acima) e clicar em “Próximo”.

4 - Na tela de identificação, você deve escolher “Não tenho” (título de eleitor), preencher os dados principais e clicar em “Próximo”. 

5 - Depois, na página seguinte, é só preencher o formulário com os dados obrigatórios.

6 - A próxima etapa é a de envio da documentação. Isso deve ser feito na parte que está logo abaixo desse formulário. Basta selecionar o documento que você vai incluir e clicar na parte “Selecionar arquivo”. Quando você inserir todos os documentos necessários, finalize o processo.

7 - Finalizadas as etapas anteriores, você deve aguardar a análise do pedido pela Justiça Eleitoral. Esse acompanhamento também pode ser feito pela internet. Para isso, basta acessar a guia “Acompanhar Requerimento” e informar o número do protocolo gerado na primeira fase do atendimento, quando foi feita a solicitação.

8 - Quando o processo for concluído, não fique esperando o documento em casa. Ao fazer a consulta, você vai ter acesso ao número do título e aí é só baixar o aplicativo e-Título no celular. A versão digital serve como documento oficial e poderá ser apresentada ao mesário no dia da eleição.

Veja também

Nove indígenas foram para o hospital da região e outros não procuraram ajuda médica por medo

Últimas notícias