Após paralisação, os servidores administrativos da educação encerraram greve nesta sexta-feira (1) em Campo Grande. Os trabalhadores agora aguardam proposta da Prefeitura Municipal.

Conforme informações da categoria, ficou definido o fim da paralisação desde que o executivo municipal apresente uma proposta na próxima semana, na quarta-feira (6). Com isso, os servidores devem se reunir em assembleia para aceitar ou não.

Segundo o presidente do Sisem (Sisem Sindicato dos Servidores Campo Grande), Marcos Tabosa (PDT), se não for apresentada proposta, a categoria deve reavaliar a greve novamente.

O Sisem diz que apenas uma das reivindicações foi atendida pelo prefeito, no caso o aumento da bolsa alimentação de R$ 294,00 para R$ 350,00 de parte dos servidores.

A categoria pede auxílio-alimentação de R$ 500, o pagamento de insalubridade para os agentes de saúde, plano de carreira para os cargos da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), reposição na inflação e autorização no curso da pró-educação para 600 funcionários do administrativo que atuam na educação.