Sem contato há 28 anos, família de Minas Gerais procura por irmão que mora em cidade de MS

Família mora na roça, irmão saiu para Rio Brilhante em busca de melhoria de via
| 08/07/2022
- 11:11
Jose Xavier procura irmão
Foto antiga de José na juventude. (Foto: Leitor Midiamax)

Amadeus Rodrigues da Silva saiu do interior de Minas Gerais em 1994, em busca de novas oportunidades de emprego e melhoria de vida. A família mora na roça e o último contato aconteceu através de cartas, há 28 anos. José Xavier, de 52 anos, procura o irmão que saiu de para Rio Brilhante, a 160 quilômetros de Campo Grande.

O mineiro conta que, na época, o acesso para a comunidade, na cidade de Grão Mogol, conhecida como Capim Tubo era de chão. Quando precisava, a viagem até a área urbana da cidade demorava cerca de quatros na carroça ou por cavalo. São nove irmãos na família, e o pai faleceu em 2009 com a vontade de rever o filho que saiu de casa com 28 anos.

“Hoje em dia tem a estrada, passa bastante carro. Tudo mudou desde então. Ele mandou uma carta para mim e meu pai, eu morava em Belo Horizonte, em uma casa de aluguel, mas me mudei, então perdemos totalmente o contato. Eu anotei o último endereço dele, são três endereços”, disse.

O rapaz tentou encontrar pelas e foram até um cartório conferir todos os dados. Em 2011, um comerciante da região foi assassinado em um bar, os nomes são semelhantes. “O rapaz que postaram a matéria é Amadeu e meu irmão é Amadeus. A idade dele também não é a mesma do meu irmão. Ainda tenho esperanças de encontrá-lo. Não temos certeza do que aconteceu, são anos sem respostas”.

filho de Amadeu e sobrinho do irmão
Sobrinho de José e filho de Amadeus. (Foto: Leitor Midiamax)

Esperança de encontrar o irmão

A família é humilde, não havia telefone fixo ou o ‘orelhão’ próximo que pudessem trocar o número. Quando trocaram cartas, Amadeus compartilhou algumas fotos que tirou no Mato Grosso do Sul, dos filhos e a esposa. As imagens são muito antigas, por isso, José ressalta as características da roça e da tradição de afeto.

“Perdi as fotos que ele me mandou, mas ele me conhece como Zezinho, sou dois anos mais novo que ele. A foto é do filho dele, meu sobrinho, e eles se parecem demais. A foto dele pode ajudar a encontrar. É o sonho da minha vida ver meu irmão de novo.”.

Quem tiver informações, pode entrar em contato com o telefone (31) 9842-9204 ou através do canal do Leitor Midiamax.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Veja também

A prefeitura retoma recapeamento na área central nesta sexta-feira (19), em Campo Grande. As equipes...

Últimas notícias