Sem iluminação pública, viver no escuro já se tornou rotina para pessoas que residem na Rua dos Guatambus, no Centro Oeste, em . O problema ocorre há meses e pedir ajuda as autoridades se tornou em vão.

“É uma quadra inteira sem iluminação. Tem até a esquina, que é LED, mas aqui não é LED. Colocaram até ali e deixaram aqui sem iluminação”, disse um morador.

De acordo com o morador, que preferiu não se identificar, o problema ocorre há seis meses. “Eu ligo no número que mandam ligar e nada. A rua está totalmente apagada”.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Campo Grande, mas ainda obteve resposta. O espaço segue aberto.

Não só no escuro, moradores também enfrentam problemas de chuva

Assim como falta de luz, a formação de uma enorme poça de água na Rua Moreia, poucas quadras de distância do local sem iluminação, deixa cerca de dez casas ‘ilhadas'. A formação de água se estende por vários metros.

“O problema começou a se formar há um ano depois que o começou a passar aqui. A chuva foi acumulando e o asfalto na rua de baixo impede que a água escorra”, comentou Luzia Silva, de 60 anos.

Luiza e os moradores não chegaram a contar quantos metros possui a “represa”, como ela chama, mas diz que a poça atrapalha as pessoas a saírem de casa.

“A gente não consegue entrar, tem que ir beirando a casa dos outros. Nós estamos abandonados aqui”, relata.

Em nota, a Prefeitura de Campo Grande explicou que a Sisep (Secretaria Municipal De Infraestrutura E Serviços Públicos) deve realizar um serviço de manutenção no Jardim Centro-Oeste na próxima semana.

“A informa que já está na da secretaria a troca de luminárias e o rebaixamento da rede num trecho onde será instalada a iluminação pública”.