Moradores do Bairro Guanandi II improvisam casa para cachorrinha abandonada em Campo Grande

A cachorra é dócil e está sendo alimentada pela população
| 07/05/2022
- 17:09
Moradores cachorra abandonada
Quero meu dono! Cadela está abandonada do Guanandi II.

Moradores do II, em Campo Grande improvisaram uma casa para uma cachorrinha abandonada, na esperança do dono do animal aparecer. A cachorra é dócil e está sendo alimentada pela população.

Conforme um morador, o animal está no cruzamento das ruas do Piano com a Araripina e aparenta estar perdida, já que tem uma coleira. Moradores da região se uniram e estão oferecendo água e ração para o animal há pelo menos duas semanas.

cadela2 - Moradores do Bairro Guanandi II improvisam casa para cachorrinha abandonada em Campo Grande

O morador explica que a maior preocupação está sendo nestes últimos dias, já que a temperatura caiu em Campo Grande. “Esfriou e a gente fica com pena do animal. Improvisamos uma casinha, pois acreditamos que ela tenha um dono, pelo fato de estar com coleira e ser muito dócil”, explicou.

Populares também destacam que ligaram para o CCZ (Centro De Controle De Zoonoses), mas não conseguiram manter contato.

cadela3 - Moradores do Bairro Guanandi II improvisam casa para cachorrinha abandonada em Campo Grande

A equipe de reportagem do Midiamax entrou acionou a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) e foi informada que o CCZ não possui um serviço de de animais em situação de rua ou abandono.

De acordo com a secretaria, é feito o recolhimento desse animal caso ele esteja em via pública, ou feita a averiguação da denúncia de abandono em residência - se confirmada, a Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) é acionada para ir até o local e, junto com a equipe do Centro de Zoonoses fazer o recolhimento. Isso acontece durante a semana. Aos fins de semana a Polícia Militar pode ser acionada.

A Sesau também destacou que nos casos de animais acolhidos por populares, o Ccz recolhe esses em casos onde a pessoa não tem condições de abrigá-lo, caso contrário ele permanece com quem o resgatou até que ele possa ser colocado à disposição em feiras de adoção organizadas pela instituição, nesse caso a pessoa é chamada por telefone.

A população pode entrar em contato com o Ccz pelos telefones: (67) 3313-5000 e (67) 3313-5001. Se você ficou interessado em adotar a dócil cachorrinha, pode estar entrando em contato pelo telefone: (67) 9-9218-3464.

Veja também

A taxa de desemprego no Brasil chegou a 9,4% em abril deste ano, o menor...

Últimas notícias