Mineradora de Corumbá é vendida pela Vale por US$ 1,2 bilhão a grupo que controla a JBS

Empresa afirma que compradora assumirá operações e manterá funcionários
| 06/04/2022
- 13:45
vale mineração
Imagem ilustrativa. - (Foto: Divulgação/Governo do Estado)

A Vale S.A. confirmouempregar cerca de mil trabalhadores e também poderia causar um rombo de R$ 30 milhões nas arrecadações anuais.

Conforme a empresa, serão vendidas as ações de emissão da Mineração Corumbaense Reunida S.A., Mineração Mato Grosso S.A., International Iron Company, Inc. e Transbarge Navegación Sociedad Anónima. A Vale detinha ativos de minério de ferro, minério de manganês e logística no Sistema Centro-Oeste.

A transação está avaliada em US$ 1,2 bilhão para um conjunto de ativos que contribuiu com US$ 110 milhões de EBITDA ajustado para a Vale em 2021. Vale lembrar que a empresa chegou em em 2009, quando foi empregado capital de US$ 750 milhões. Em 2021, o Sistema Centro-Oeste produziu 2,7 milhões de toneladas de minério de ferro e 0,2 Mt de minério de manganês.

No fechamento da transação, a Vale receberá cerca de US$ 150 milhões, além de transferir ao comprador as obrigações relacionadas aos contratos logísticos de take-or-pay, sujeito à anuência das contrapartes aplicáveis, e demais passivos existentes no conjunto de ativos das referidas sociedades.

A empresa também afirma que a J&F assumirá as operações com todos os funcionários do conjunto de ativos, cerca de mil colaboradores. A conclusão da transação está sujeita ao cumprimento das condições precedentes usuais, incluindo a aprovação do (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), da Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), do CDN (Conselho de Defesa Nacional) e demais autoridades regulatórias competentes.

Veja também

Benefício de R$ 53 é pago a 5,68 milhões de famílias

Últimas notícias