Mesmo com desobrigação, campo-grandense diz que vai continuar usando máscara

Pelas ruas da Capital, a população diz que a prevenção ainda é o melhor remédio
| 22/03/2022
- 14:52
A obrigatoriedade do uso de máscara tem deixado os campo-grandenses indecisos.
A obrigatoriedade do uso de máscara tem deixado os campo-grandenses indecisos. - Nathalia Alcântara/Midiamax

O de Campo Grande, (PSD), retirou a obrigatoriedade do uso de máscara em locais fechados a partir desta terça-feira (22). Mesmo após o anúncio do Chefe-do Executivo, muita gente ainda está usando o equipamento de proteção pelas ruas da Capital.

A obrigatoriedade do uso de máscara tem deixado os campo-grandenses indecisos. Alguns se sentem ‘aliviados’ e outros acham que o prefeito se precipitou em desobrigar o uso do equipamento de proteção.

Ricardo Gonzales, de 75 anos, diz que mesmo com o anúncio do Prefeito ele vai continuar usando a máscara e acha que o equipamento só poderia deixar de ser usado quando a pandemia acabar.

[Colocar ALT]
Ricardo diz que é a favor do uso da máscara. Foto: Nathalia Alcântara. 

“Vou continuar usando e acredito que todo mundo também deveria usar até o número de pessoas contaminadas zerar em todo país, não só em Mato Grosso do Sul, mas no Brasil. As vezes a pessoa viaja para outro local, volta contaminada e acaba espalhando o vírus para quem está se cuidado. Acho que a decisão de não precisar usar é muito precipitada”, disse.

Diferente de como pensa Ricardo, André Fernandes, de 51 anos, está se sentindo aliviado. Ele diz que o número de casos caiu no Estado e explica que concorda com a decisão de desobrigar as pessoas a usarem a máscara.

“Acho que agora está podendo fazer dessa forma, o número de casos e de mortes diminuiu bastante. As pessoas estão vacinadas e acho que podem ter um pouco mais de liberdade, pelo menos por enquanto”, ressaltou.

[Colocar ALT]
André está aliviado de não precisar usar o equipamento de proteção. Foto: Nathalia Alcântara. 

Carlos Matos, de 51 anos, também adianta que não vai deixar de usar o equipamento de proteção. Ele explica que já até se acostumou e ressalta que a prevenção ainda é o melhor remédio para evitar a disseminação do vírus.

“Morei no Japão, então desde sempre eu uso máscara e até já me acostumei. Não vou deixar de usar, pois acredito que ainda precisamos nos prevenir. A pandemia ainda não acabou”.

Na maioria dos comércios de Campo Grande, os funcionários ainda estão usando o equipamento, mas alguns trabalhadores já estão apreensivos em ter que atender clientes sem máscara.

[Colocar ALT]
Carlos destaca que vai continuar usando a máscara. Foto: Nathalia Alcântara. 

“Não conseguimos saber quem está com o vírus, então nós que trabalhamos com vendas ficamos apreensivos. Atendemos centenas de pessoas diariamente e não temos como adivinhar quem está com covid. Tenho um pouco mais de segurança pelo fato de já ter tomado as três doses da vacina, mas mesmo assim ainda fico com medo”, disse uma funcionária de um comércio central da Capital.

Entenda

Decreto desobriga o uso

Conforme anunciado no dia 9 de março, o governo do Estado publicou em Diário Oficial no último dia 10, o decreto que desobriga o uso de máscaras em locais fechados em Mato Grosso do Sul. "O uso de máscara de proteção individual é facultativo em qualquer ambiente de circulação pública, aberto ou fechado, no território sul-mato-grossense", diz parte do decreto.

Campo Grande

A princípio, o prefeito de Campo Grande resistiu ao decreto estadual e destacou que o uso de máscara continuaria sendo obrigatório em locais fechados. Já nesta segunda-feira (21), Marquinhos disse que o uso do equipamento de biossegurança individual será exigido em apenas três locais: transporte coletivo, transporte rodoviário [embarque de ônibus na rodoviária] e em unidades de saúde.

 

Veja também

Moradora que prefere não se identificar entrou em contato com a reportagem para informar a...

Últimas notícias