Em busca de um novo lar, 50 cachorros e gatos esperam por adoção em feira de Campo Grande

Atendimento na feira de adoção irá até às 19h
| 09/07/2022
- 16:46
Em busca de um novo lar, 50 cachorros e gatos esperam por adoção em feira de Campo Grande
Ao todo, 15 gatos e 35 cachorros estão disponíveis para adoção (Foto: Nathalia Alcântara / Jornal Midiamax)

Ao todo, 50 animais entre cachorros e gatos estão disponíveis para adoção na Praça do Peixe, em Campo Grande, neste sábado (9) das 15h às 19h. A ação organizada pela Subea (Subsecretaria do Bem-Estar Animal), em parceria com protetores de animais, pretender dar um lar seguro e saudável para os 15 gatos e 35 cachorros abandonados ou vítimas de maus-tratos.

O perito grafotécnico Iltair Pereira de Sousa, de 51 anos, foi um dos da Capital que levou os filhos pra adotar um pet. “Sempre tem alguém querendo doar. Eu acho que tem muitos animais carentes e não justo você comprar”, disse ao lado da filha de 6 anos e o filho de 5 anos.

Agora com um filho de cachorro, ele ressaltou a importância da adoção. “Tive um cachorro que viveu por 13 anos comigo e tinha encontrado ele na rua. É mais cristão você ajudar um pet que mais necessita. Agora é compra uma cama, comida e dar carinho”, explicou Iltair.

WhatsApp Image 2022 07 09 at 16.33.33 Easy Resize.com - Em busca de um novo lar, 50 cachorros e gatos esperam por adoção em feira de Campo Grande
(Foto: Nathalia Alcântara / Jornal Midiamax)

Para a farmacêutica Adriana Minei, de 48 anos, o novo cachorro ajudará a filha a vencer uma barreira. “Ela tinha medo de cachorro, e de uns tempos pra cá ela começou a se interessar. Como ela é mais sozinha, resolvi adotar para fazer companhia e ajudar a perder o medo”, disse ela ao lado da filha de 8 anos, que já estava com o filhote de cachorro no colo.

Seres vivos que merecem cuidado

A estudante Daniria Bullmann, de 17 anos, adotou um gato por entender a importância que cada ser vivo tem. “Sempre fui apaixonada por bichinhos, mas não tinha liberdade pra ter. Recentemente mudei para um apartamento e vim adotar. Acho que cada animal é um ser vivo, a gente não comercializa seres humanos e não deveríamos comercializar animais. Esses aqui são tão valiosos quanto os de raça que algumas pessoas procuram. Ele não tem raça, mas também precisa de carinho e comida de qualidade”, disse ela.

A protetora Neide Soares Saito, de 63 anos, era a responsável e cuidou dos dois cachorros citados nesta reportagem. Vendo os dois (cachorros) serem adotados, ela relatou o sentimento que emanava do seu coração.  

WhatsApp Image 2022 07 09 at 16.31.44 Easy Resize.com - Em busca de um novo lar, 50 cachorros e gatos esperam por adoção em feira de Campo Grande
(Foto: Nathalia Alcântara / Jornal Midiamax)

“Já cheguei e cuidar de 25 cães e gatos em casa. Sou apaixonado pelos animais e não gosto de ver eles sendo vítimas de maus-tratos. Eram 8 filhotes de uma cachorro que vivia na rua e esses eram os últimos dois para doar. A sensação é de felicidade, porque foram bem adotados. São famílias que vão cuidar muito bem”, disse a protetora de animais.

 Como adotar

Segundo a Subea, o tutor com interesse na adoção precisa assinar um termo de guarda responsável e passar uma entrevista. O futuro tutor deve ser maior de idade, trazer um documento pessoal com foto e comprovante de residência.

Todos os animais que estão para adoção são previamente avaliados, vermifugados, vacinados contra a raiva, microchipados, e tem castração garantida. Os pets são acompanhados pela equipe técnica, e quem adota nas feiras já saem com um kit fornecido pelos parceiros que contem ração e comedouro.

Veja também

Últimas notícias